Meteorologia

  • 03 AGOSTO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Com recorde de mortos, governo do PR decide não prorrogar 'lockdown'

Nesta terça-feira, Curitiba registrava cerca de 91% das UTIs ocupadas, mesmo com acréscimo de leitos na última semana

Com recorde de mortos, governo do PR decide não prorrogar 'lockdown'
Notícias ao Minuto Brasil

04:52 - 15/07/20 por Folhapress

Brasil CORONAVÍRUS-PR

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Mesmo registrando recorde no número de casos e mortes pelo novo coronavírus, o governador do Paraná, Ratinho Jr. (PSD), anunciou nesta terça-feira (14) que não vai prorrogar o decreto que determinou "lockdown" parcial afetando metade dos moradores do estado.

A medida foi implementada no início de julho para conter o avanço da pandemia no Paraná. Principalmente as regiões leste, onde fica Curitiba, e oeste, além do litoral do estado, vêm sofrendo com a falta de leitos para tratamento de pacientes com a Covid-19.

Nesta terça-feira, Curitiba registrava cerca de 91% das UTIs ocupadas, mesmo com acréscimo de leitos na última semana. A capital registrou recorde de mortes pela doença nesta terça: foram 20 moradores da cidade que perderam a vida, chegando a 287 registros de óbitos.

O estado também registrou recordes da pandemia, com 57 mortes em 24 horas. O número mais alto até então era de 47 óbitos, listados no último dia 10 de julho. A taxa de ocupação de UTIs oscilou de 66% para 68% na última semana, mesmo com acréscimo de 89 leitos.

O decreto do governo valia para sete regionais do Paraná. Apenas o litoral, que agrega cerca de 295.000 pessoas -2,6% da população do estado- continuará em lockdown até o dia 21, já que foi incluído no decreto alguns dias depois das demais cidades.

Campo obrigatório