Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Jovem mata companheiro após suposto caso de agressão na Grande São Paulo

O defensor disse que a cliente era vítima constante de agressões, atribuídas ao companheiro que foi morto

Jovem mata companheiro após suposto caso de agressão na Grande São Paulo
Notícias ao Minuto Brasil

06:34 - 03/12/20 por Folhapress

Justiça CRIME-SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma jovem de 18 anos foi indiciada por homicídio após ferir com uma facada no peito o companheiro, de 31 anos, por volta das 21h desta terça-feira (1), em Taboão da Serra (Grande SP). Após audiência de custódia, nesta quarta-feira (2), a Justiça concedeu liberdade provisória à mulher.

Vizinhos relataram à polícia que brigas eram comuns entre a jovem e Daniel Renato Viana Pereira, que costumava chegar embriagado na residência, além de supostamente agredir a companheira.

Na noite desta terça, porém, nenhuma discussão foi ouvida, somente gritos de Pereira pedindo ajuda, segundo relatado formalmente à Polícia Civil por uma testemunha. Foi ainda registrado que a jovem foi vista com o filho de quatro meses no colo, saindo apressadamente de casa. Atrás dela, vinha o companheiro, com o peito sangrando.

Após sair de casa, ainda segundo registrado pela polícia, a jovem foi para a casa de uma vizinha e Pereira ficou perto da entrada da residência, no Parque Laguna, onde desmaiou.

Cerca de 20 minutos se passaram e uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) constatou a morte do homem ainda no local. Ele foi ferido por uma faca, com lâmina de aproximadamente 20 centímetros. A arma foi apreendida e será periciada.

O advogado Elias Ferreira Benedito, que defende a jovem, orientou a cliente a ficar em silêncio na delegacia, logo após ser presa em flagrante. "Ela estava muito nervosa ontem [terça] e hoje [quarta], em audiência de custódia, conseguimos êxito em convencer a Justiça de que ela agiu em legítima defesa." A jovem havia afirmado informalmente a guardas-civis municipais, logo após sua prisão, que havia se defendido, usando a faca, de uma suposta agressão de Pereira. "Ela me disse que estava com o bebê de quatro meses no colo, quando o companheiro chegou bêbado e tentou a agredir. O objeto mais próximo que ela pôde pegar, para se defender, foi a faca", acrescentou o advogado.

O defensor disse ainda que a cliente era vítima constante de agressões, atribuídas ao companheiro que foi morto. Nenhum boletim de ocorrência sobre os casos foi registrado, no entanto. A jovem e a vítima mantiveram um relacionamento por cerca de quatro anos

Em sua decisão, o juiz Filipe Mascarenhas Tavares, de Itapecerica da Serra, também na Grande SP, determinou que a jovem compareça a todas as fases do processo, além de estar proibida de permanecer na rua entre 20h e 5h. Ela também não pode sair de casa em dias de folga e fins de semana.

Caso descumprir alguma determinação judicial, a moça perde o direito de responder ao caso em liberdade.

Campo obrigatório