Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

PM de folga é suspeito de matar idosa e ferir três pessoas no ABC

O caso foi registrado como homicídio qualificado pelo 3º Distrito Policial de São Bernardo, que solicitou perícia ao Instituto de Criminalística

PM de folga é suspeito de matar idosa e ferir três pessoas no ABC
Notícias ao Minuto Brasil

06:32 - 12/10/21 por Folhapress

Justiça POLÍCIA-SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um policial militar de folga e sem farda foi preso suspeito de atirar em quatro pessoas da mesma família em um mercado de São Bernardo do Campo (ABC), na noite deste domingo (10). Uma das vítimas, uma idosa, não resistiu aos ferimentos e morreu. A defesa do PM não foi encontrada pela reportagem.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o policial, 44, é suspeito de ter efetuado disparos contra dois homens, um de 43 e outro de 44, e duas mulheres, de 39 e 65 anos. Todas as vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital Assunção, em São Bernardo do Campo.

De acordo com boletim de ocorrência registrado pela polícia, a idosa de 65 anos foi alvejada no quadril e morreu. O homem de 44 anos foi atingido no rosto; o de 43, no pé, e a mulher de 39, no tórax.

Questionado sobre o estado de saúde das três vítimas feridas pelo policial militar, o hospital afirmou que não divulgará informações.

Ainda segundo o boletim, os atingidos fazem parte da mesma família e afirmaram não conhecer o autor dos disparos. Uma testemunha disse que o mercado foi vendido recentemente para a família que foi vítima dos disparos e que eles estavam trabalhando para reabertura do local.

"As informações iniciais apontam que o policial tentou suicídio após os fatos, porém, com a chegada rápida das viaturas da PM, não obteve sucesso", afirma a Polícia Militar, em nota. O PM foi levado para o Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, e permanece internado.

A secretaria disse que o policial foi autuado em flagrante e, segundo a polícia, foram apreendidos o revólver calibre 38 que teria sido utilizado na ação, seu certificado de registro, um celular e munições.

Um familiar do PM afirmou polícia "não fazer a menor ideia do que o motivou a atirar naquelas pessoas". Ainda segundo o parente, de acordo com a polícia, o PM teria saído de casa pela manhã dizendo que iria a São Paulo e que seu compromisso se trataria de "coisa de homem".

O parente também afirmou que o policial nunca foi diagnosticado como tendo algum transtorno psiquiátrico.

Uma das vítimas, o homem de 44 anos, afirmou à polícia que ele e a família não são da região e que não conhecem ninguém no bairro.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima conta que foi levar o lixo para a calçada quando viu o policial embriagado discutindo sem motivo com motoristas de carros que paravam no semáforo. Apesar de não ter trocado nenhuma palavra com o homem, ele afirma que, pouco após ter retornado ao estabelecimento, viu o policial se dirigindo para o local e disparando contra ele e seus familiares.

O caso foi registrado como homicídio qualificado pelo 3º Distrito Policial de São Bernardo, que solicitou perícia ao Instituto de Criminalística. A Polícia Civil investiga o crime para entender a motivação do crime.

Campo obrigatório