Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Grupo mata 6 pessoas e fere 12 em festa 'paredão' em Salvador

Após o episódio, em redes sociais, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou a proibição das festas "paredão" no estado, se não houver comunicação prévia às prefeituras e à Polícia Militar, sob pena de apreensão dos equipamentos de som e dos responsáveis

Grupo mata 6 pessoas e fere 12 em festa 'paredão' em Salvador
Notícias ao Minuto Brasil

04:43 - 14/10/21 por Folhapress

Justiça VIOLÊNCIA-BA

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Seis pessoas foram assassinadas e outras 12, feridas por um grupo armado em uma festa do tipo "paredão", no início da madrugada desta quarta-feira (13) em Salvador. Dois dos feridos que haviam sido levados a unidades de saúde foram depois presos pela polícia.

Segundo informações da Polícia Militar, testemunhas relataram que os criminosos chegaram, atiraram aleatoriamente e fugiram. O caso ocorreu em rua no bairro Uruguai, na periferia da capital baiana.

A polícia ainda busca pistas sobre a autoria e a motivação dos crimes. Uma disputa por som alto -as festas nesses moldes são justamente caracterizadas pelo uso de muitos alto-falantes, dispostos como um "paredão"- pode ser uma das razões, de acordo com a delegada Andréa Ribeiro.

Os mortos foram identificados como Deivison da Conceição Santos Santana, Alexsandro dos Santos Seixas, Adriane Oliveira Santos, Jailton Sales dos Santos e Terezinha Sales dos Santos. A sexta vítima está sem identificação formal.

Conforme a PM, em nota, policiais que faziam uma ronda pelo bairro foram alertados por moradores de que havia vítimas de disparos de armas de fogos na rua 8 de Dezembro, na localidade conhecida como Pistão.

Quando policiais chegaram, encontraram dois homens no chão, um deles já morto. De 16 feridos que já haviam sido levados a UPAs (unidades de pronto-atendimento) e hospitais, cinco morreram.

Os crimes estão sendo investigados pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). "A princípio, a informação que nos chegou é que teria havido uma discussão que resultou numa troca de tiros", disse a delegada. "Algumas das vítimas podem também ter sido autoras de alguns dos disparos."

Após o episódio, em redes sociais, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou a proibição das festas "paredão" no estado, se não houver comunicação prévia às prefeituras e à Polícia Militar, sob pena de apreensão dos equipamentos de som e dos responsáveis.

"Não é possível a gente ficar passível a realização de festas clandestinas, que fecham ruas, incomodam vizinhos e até intimidam parte da população que mora nesses locais, como crianças, idosos e doentes, que ficam com medo de reclamar", disse o governador.

"Não permitiremos mais a realização. Festa popular é bem-vinda, mas tem que ser previamente comunicada, para que as medidas de segurança sejam adotadas. Minha orientação é, no momento que tiver se instalando, apreender o equipamento e os responsáveis, levar para fazer registro e só devolver depois das medidas legais."

Campo obrigatório