Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2022
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

SP começa em 5 de abril aplicar 4ª dose de vacina contra Covid a quem tem mais de 60 anos

A quarta dose é aplicada para idosos a partir de 80 anos desde o último dia 18 no estado de São Paulo.

SP começa em 5 de abril aplicar 4ª dose de vacina contra Covid a quem tem mais de 60 anos
Notícias ao Minuto Brasil

13:50 - 28/03/22 por Folhapress

Brasil Pandemia

(FOLHAPRESS) - Quem tem a partir de de 60 anos no estado de São Paulo poderá receber a quarta dose da vacina contra a Covid-19 a partir do próximo dia 5 de abril. Mas é preciso que a a terceira dose tenha sido aplicada há ao menos quatro meses.

O anúncio foi feito na manhã deste domingo (27) pelo governador João Doria (PSDB), em um posto de vacinação no Parque Villa Lobos, na zona oeste da capital paulista.

Segundo o tucano, a nova etapa da vacinação contra o novo coronavírus deverá atingir cerca de 4,5 milhões de pessoas no estado.

Doria tem intensificado sua agenda com anúncios e inaugurações nos últimos dias. Ele afirmou que deixará o cargo no próximo dia 2 para disputar a eleição presidencial.

O anúncio da ampliação foi feito em um dos postos instalados em seis parques públicos da capital neste domingo para vacinação contra a Covid e para o início da imunização contra o vírus influenza para idosos a partir de 80 anos.

Na cidade de São Paulo, a Secretaria Municipal da Saúde antecipou para a próxima quarta-feira (30) a aplicação da quarta dose para idosos a partir de 70 anos. Também é preciso que a dose anterior tenha sido aplicada há ao menos quatro meses.

A quarta dose é aplicada para idosos a partir de 80 anos desde o último dia 18 no estado de São Paulo. O Ministério da Saúde recomendou o reforço na vacinação no último dia 23.
Mesmo com a ampliação do público para a aplicação de uma quarta vacina, mais de um terço dos idosos acima de 80 anos não tomou reforço contra Covid.

De acordo com os últimos dados publicados pelo ministério, o percentual de doses de reforço aplicadas a partir dos 60 anos variava de 48% a 71% até o fim do mês passado. Entre os idosos com 80 anos ou mais, perto de 36% (cerca de 2,8 milhões) ainda não haviam recebido a dose de reforço.

A estudante Vitória dos Santos, 19, pulou cedo da cama para se imunizar no "Domingão da Vacina", que ocorre em todo o estado, para ampliar a vacinação de crianças, adolescentes e adultos. Moradora de Osasco, na Grande São Paulo, ele foi até o parque na região de Pinheiros para tomar a terceira dose contra a Covid-19.

"Estou atrasada há mais de um mês ", disse. "Fiquei preocupada, porque, agora, com a liberação do uso de máscaras, a gente que não completou o ciclo vacinal fica mais exposta ao vírus."

Outra que também estava com a vacinação atrasada era a aromista Yusbelys Rodriguez, 40. "Peguei Covid, o que acabou mexendo com a minha saúde e com a minha vida também ", contou a venezuelana que mora na Vila Madalena, na zona oeste.

"Na verdade, deveria ter tomado a terceira dose no comecinho de janeiro, mas com a doença, fiquei mal e não consegui ser vacinada", afirmou. "Por isso, aproveitei o mutirão para resolver isso de vez."

Além da vacinação contra a Covid, o Domingão da Vacinação também marcou o início de aplicação de doses contra gripe para pessoas acima dos 80 anos.

"Estou com as minhas carteirinhas de vacinação em dia", afirmou o aposentado Donato Pierri Netto, 83, que foi um dos primeiros a tomar a vacina contra o vírus influenza. "Com vacinação, não se brinca. Quis tomar logo a minha e ficar livre."

Campo obrigatório