Estudante dá banho em mendigo e faz campanha na web

Bruno Teles quer ajudar o morador de rua, que apresenta problemas mentais

Brasil Amapá 11:19 - 30/03/16 POR Notícias Ao Minuto

Estudante dá banho em mendigo e faz campanha na web - Bruno Teles ajudando morador de rua © Reprodução/Facebook

Estudante dá banho em mendigo e faz campanha na web - Bruno Teles ajudando morador de rua © Reprodução / Marcos Mendes - Arquivo Pessoal

1 / 2
Estudante dá banho em mendigo e faz 
campanha na web
© Reprodução / Marcos Mendes - Arquivo Pessoal

O estudante de direito Bruno Teles, de 25 anos, teve sua atenção captada ao ver um morador de rua sentado no asfalto, debaixo de chuva, no domingo de páscoa. Teles não hesitou e resolveu dar banho nele ali mesmo. 

PUB

A atitude inusitada foi registrada por um motorista que passava pela Rua Minas Gerais, na Zona Sul de Macapá, segundo o G1. As imagens ganharam as redes sociais e agora o estudante faz uma campanha para auxiliar o homem, de 39 anos, que teria problemas mentais. 

De acordo com Bruno, o homem estava sujo, com as roupas rasgadas e comia de restos de alimentos do lixo. Com a ajuda de um amigo, Teles foi ao local com shampoo e sabonete para dar banho nele. Ainda segundo o estudante, o homem vive como mendigo e tem dificuldade em se expressar, mas afirmou que tinha sofrido um acidente no local e que não conseguia se levantar. 

"Ele me falou que o carro bateu ele. Perguntei se ele estava com fome, ele disse que sim e acabei comprando um lanche. Não podia deixá-lo lá, acionei a ambulância e me falaram que não tinha como carregarem. Fui em casa, peguei umas roupas e junto com um amigo demos um banho nele. Depois o levamos para o Hospital de Emergências (HE)", lembrou. 

Bruno conseguiu encontrar a família do mendigo, que segundo ele, é humilde e vive em área periférica do bairro Nova Esperança. Os pais são idosos e não conseguem cuidar do filho, que quando está em casa, foge com frequência. 

"Estou arrecadando doações para ajudar essa família, pois ele saiu do hospital foi para casa, mas depois voltou para a rua. Estou buscando pessoas para contribuir, porque na internet todos cuidam, compartilham, mas na hora de ajudar ninguém quer", disse. 

"Quando um animal está jogado pela rua aparecem várias pessoas para ajudar, mas quando é um ser humano, ninguém se manifesta", lamentou o estudante.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X