Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Brasília completa hoje 56 anos

Capital federal será ponto de partida do revezamento da tocha olímpica que percorrerá mais de 330 cidades brasileiras

Brasília completa hoje 56 anos
Notícias ao Minuto Brasil

20:34 - 21/04/16 por Notícias Ao Minuto

Brasil Capital federal

Brasília completa 56 anos nesta quinta-feira, 21 de abril. A capital federal, criada por Juscelino

Kubitschek

a partir de um sonho de integrar as regiões do país, ainda está descobrindo sua identidade. Entre as obras dos arquitetos Oscar Niemeyer e Lelé (João Filgueiras), dos azulejos e painéis de Athos Bulcão, dos jardins de Burle Marx e dos vitrais de Marianne Peretti criou-se um jeito novo de viver, mais organizado e tranquilo.

O Portal Brasil destaca que a cidade que já começa a ter sotaque reúne gente de todo o País. Gente que fincou raízes no cerrado e que tem buscado cada vez mais formas de valorizar os espaços da cidade e demonstrar seu amor.

Com o objetivo de atrair mais turistas, novos roteiros foram criados e alguns oferecem passeios com gente que conhece bem a cidade, de arquitetos a historiadores. Há também lojas onde é possível encontrar lembrancinhas com a cara da capital, como a loja da Fundação

Athos Bulcão, onde é possível encontrar os azulejos, gravuras e outros produtos com o design do artista plástico que transformou Brasília em um museu a céu aberta.

Assim, Brasília vai sendo divulgada em outras cidades e países, deixando de ser conhecida apenas como centro da política e do poder, para ser referência também em arte e cultura. Para se ter uma ideia, Brasília está entre as cidades que mais atrai turistas estrangeiros no País. Em 2015, foram 107 mil estrangeiros, um crescimento de 7% em relação a 2014, ano da Copa do Mundo, segundo o novo Anuário Estatístico de 2015 do Ministério do Turismo.

Ocupa Brasília

Com tantas áreas verdes e abertas, muitos eventos gratuitos e que promovem o encontro de pessoas vêm surgindo. A cidade sem esquinas e com pouca gente na rua já não é a mesma. O Picnik é um exemplo disso e reúne talentos do design, fotografia, moda, artesanato, música e gastronomia que, juntos, movimentam a economia.

O economista Miguel Galvão, idealizador da festa diurna, conta que o evento surgiu em 2012 no calçadão da Asa Norte. “O Picnik surgiu como uma plataforma de encontro entre pessoas, onde famílias pudessem participar com crianças e sem custo. Começamos com 20 expositores e hoje já temos 210”, relembra.

Outro espaço cultural importante é o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) que organiza em seus amplos jardins uma extensa programação cultural que vai desde apresentações musicais, passando por exposições e até sessões de meditação durante a lua cheia.

Para o aniversário a cidade, o CCBB inaugura a exposição Mondrian e O Movimento De Stijl, com obras do artista holandês.

Nas redes sociais, o programa no canal do Youtube

Minha Brasília, do turismólogo Daniel Zukko também faz sucesso e já possui quase 20 mil inscritos.

No canal, Zukko entrevista personalidades da cidade e celebridades dentro de uma Brasília, carro criado pela Volkswagen em 1973 também para homenagear a capital.

“Durante muito tempo, todo mundo queria sair daqui, mas agora surgiu um movimento de levantar a bandeira da cidade”, contou ele. Em homenagem à cidade, Zukko fará uma exposição de fotos, no shopping Pier 21, até 8 de maio, com entrada gratuita.

Fora do comum

Para quem quer conhecer Brasília, uma boa pedida é aproveitar os locais ao ar livre para apreciar o pôr do sol ou fazer um piquenique, como na Ermida Dom Bosco, no Jardim Botânico, no Parque da Cidade ou no Zoológico. Conhecido como o “mar de Brasília”, o céu azul fica ainda mais bonito no período da seca.

Vale conhecer também a Torre de TV e a superquadra modelo, SQS 308, na Asa Sul, que tem até um laguinho com carpas, um jardim de infância e um Clube Vizinhança, modelo do urbanista Lúcio Costa, durante a criação da cidade. Na banquinha de jornais da SQS 308, há um espaço específico para livros de Brasília.

Tocha olímpica

A jovem capital será a primeira parada da tocha olímpica, em 3 de maio, durante o revezamento que passará por mais de 330 cidades brasileiras. Para o Ministério do Turismo, que investiu cerca de R$ 23,8 milhões em obras de infraestrutura turística para tornar a capital um grande atrativo nacional e internacional, o revezamento da tocha será uma grande oportunidade de nacionalização dos Jogos Olímpicos.

Campo obrigatório