Meteorologia

  • 02 JULHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Professor que pedia emprego em semáforo é contratado

Silva será responsável pelas áreas administrativa e financeira de uma pequena empresa

Professor que pedia emprego em
semáforo é contratado
Notícias ao Minuto Brasil

19:30 - 30/09/16 por Notícias Ao Minuto

Brasil Rede Social

Após dias distribuindo centenas de cartões de visita no trânsito de São Paulo em busca de emprego, o analista de sistemas Jair da Silva, 61, voltou ao mercado de trabalho.

De acordo com a olha de S. Paulo, depois de seis meses desempregado, o profissional começará na segunda-feira (3) como gerente-geral em uma pequena empresa da área de saúde do bairro de Pinheiros.

No dia 28 de agosto, Silva decidiu pedir uma oportunidade a motoristas que trafegavam pelo Largo da Batata e pela avenida Faria Lima, na zona oeste, e, dias depois, em um cruzamento próximo à sua casa no Jardim São Paulo, bairro de classe média da zona norte.

Na frente dos cartões, havia seu nome, telefone, e-mail e a frase "Solicito uma oportunidade profissional". No verso, um breve currículo, como as atividades que exerceu como professor universitário, gerente administrativo e de negócios.

A iniciativa repercutiu no Facebook e no LinkedIn, a rede social voltada a contatos profissionais.

"O diretor da empresa não quer publicidade. Mas ele me disse que me chamou para a vaga depois de ler a reportagem", afirma Silva ao se referir da notícia veiculada pela BBC Brasil.

Silva será responsável pelas áreas administrativa e financeira da empresa, "com um dedo no comercial", como explica à reportagem. "Também vou atualizar o sistema de informática. Enfim, tudo dentro do que sei."

Principalmente pela idade, o profissional contou à BBC Brasil que já estava "batendo o desespero" pela dificuldade em encontrar emprego.

"Já houve casos em que a empresa me disse: 'O senhor tem um currículo maravilhoso, mas só estamos contratando até 38 anos'."

Jair agradece o papel que as redes sociais tiveram no desfecho positivo de sua história e aconselha a quem estiver procurando emprego: "Não desistam, procurem uma forma honesta de solucionar seus problemas. Espero que a minha ideia sirva de incentivo para todos. Não tenham vergonha".

Leia também: Campanha para ajudar Dona Tereza já arrecadou mais de R$ 25 mil

Campo obrigatório