Meteorologia

  • 11 JULHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

PM desocupa escola em SP, e alunos são levados para delegacia

Escola estadual Professor Silvio Xavier Antunes havia sido ocupada na madrugada desta terça-feira (25)

PM desocupa escola em SP, e alunos são levados para delegacia
Notícias ao Minuto Brasil

19:35 - 25/10/16 por Folhapress

Brasil Educação

A Polícia Militar entrou na escola estadual Professor Silvio Xavier Antunes, no Piqueri, zona norte de São Paulo, por volta das 17h desta terça-feira (25) e encerrou a ocupação dos estudantes contra a PEC 241 e a reorganização do ensino médio proposta pelo governo Temer (PMDB).

A escola havia sido ocupada pelos estudantes na madrugada, por volta da meia-noite.

Segundo alunos, oito pessoas maiores de idade e sete adolescentes foram detidos no 87º DP. Pais e colegas aguardam na porta da delegacia, mas policiais militares impedem a entrada.

Antes da entrada da PM na escola, a estudante Débora Santana, 19, membro da UJS (Uniao da Juventude Socialista), havia afirmado à reportagem que os alunos não tinham data para sair e estavam em diálogo com estudantes de outras unidades.

"A PEC 241 congela os investimentos e prejudica a educação e a saúde. E também somos contra a reorganização do ensino médio. Por que tirar matérias, como sociologia, que já estão estabelecidas no currículo?", disse.

Funcionários que aguardavam na porta do colégio, porém, se diziam contra a atitude dos alunos. "Nós apoiamos a ocupação no ano passado porque iriam fechar essa escola, apesar de termos sido prejudicados. Esse ano não tem jeito", diz a servidora Fátima Evangelista, que esperava alguma solução do lado de fora.

A Professor Silvio Xavier Antunes também foi ocupada em 2015, contra a proposta de reorganização escolar do governo Geraldo Alckmin (PSDB).

A diretoria do colégio não quis conversar com a reportagem no local. Os estudantes, no entanto, ressaltam que não estão contra a diretora da unidade, mas contra cortes na educação.

A advogada Yasmin Cascone acompanhava os alunos do lado de fora da escola. "Está intacta, nem mexeram na sala da direção, não entraram na cozinha. Estão documentando tudo para deixar registrado como receberam o colégio", diz.

OUTRAS OCUPAÇÕES

Estudantes também estão na reitoria do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), no centro da capital, desde a quinta-feira passada (20).

Segundo a instituição, após reunião na tarde de segunda-feira (24), alguns funcionários foram autorizados pelos manifestantes a entrar no prédio para retomar atividades essenciais ao IFSP. As aulas não foram paralisadas.

Em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, alunos ocupam a Câmara Municipal, também desde a tarde de quinta. De acordo com a assessoria de imprensa da Casa, cerca de 40 pessoas permanecem acampadas no local.

No último dia 8, os alunos também ocuparam a escola estadual Caetano de Campos, na Consolação, mas deixaram a instituição logo em seguida, quando a PM avisou que entraria no local. Com informações da Folhapress.

LEIA TAMBÉM: Cerca de mil escolas estão ocupadas no país

Campo obrigatório