Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Temer e Dilma se pronunciam sobre morte de Fidel

Enquanto presidente do Brasil falou sobre convicções do líder, ex-presidente destacou que cubano se tornou um ícone para a juventude

Temer e Dilma se pronunciam sobre morte de Fidel
Notícias ao Minuto Brasil

11:17 - 26/11/16 por Notícias Ao Minuto

Brasil Pesar

O presidente Michel Temer se pronunciou sobre a morte do líder cubano Fidel Castro, na manhã deste sábado. "Fidel Castro foi um líder de convicções. Marcou a segunda metade do século XX com a defesa firme das ideias em que acreditava", afirmou Temer, em nota enviada por sua assessoria de imprensa.

Já a ex-presidente Dilma Rousseff afirmou, por meio de texto publicado na internet, que é "motivo de luto e dor" a morte do líder cubano. 

"Era uma das mais influentes expressões políticas do século 20" e "visionário que acreditou na construção de uma sociedade fraterna e justa, sem fome nem exploração, numa América Latina unida e forte", diz parte do texto.

De acordo com Dilma, o ex-presidente cubano soube "unir ação e pensamento, mobilizando forças populares contra a exploração de seu povo" e conseguiu se tornar um ícone para a juventude ao redor do mundo.

Ela encerra a nota com uma saudação: "Hasta siempre, Fidel!"

O ex-presidente cubano morreu à 1h29 (hora de Brasília) deste sábado (26), aos 90 anos, em Havana. A informação foi divulgada pelo seu irmão Raúl Castro, atual presidente de Cuba, em pronunciamento na TV estatal cubana.

Ainda não há previsão de participação de autoridades brasileiras nos funerais de Castro.

Leia também: Cuba decreta 9 dias de luto pela morte de Fidel

Campo obrigatório