Brasileiras relatam pânico vivido em voo que posou antes da Chape

"A gente sabia que o avião tinha caído, mas não conseguimos acreditar que tinha sido por culpa do nosso avião", disse brasileira, ao aterrissar em Medellín

© DR
Brasil emergência 07:18 - 30/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Brasileiras que estavam no voo comercial da VivaColombia, que também fez pouso forçado no aeroporto José Maria Córdova, de Medellín, minutos antes do voo da Chape, relataram que viveram momentos de pânico. Havia, pelo menos, três brasileiros na aeronave. O avião da empresa aérea colombiana saiu de Bogotá rumo à ilha de San Andrés, e não chegou a seu destino por causa de uma emergência.

PUB

"Nosso voo foi confuso e teve muita turbulência", disse, em entrevista ao UOL, a assistente de compras Maysa Ramos, 27, que está de férias na Colômbia com a advogada Hanna Pfeffer, 26. "Em alguns momentos eu tive medo", recordou Hanna. Segundo as brasileiras, no meio do voo, o comandante informou sobre um "vazamento de gasolina". Logo depois, anunciou que precisaria realizar um pouso de emergência em Medellín.

A informação que as brasileiras ouviam de funcionários do aeroporto, já quando o avião aterrissou, era que o voo delas tinha recebido prioridade de pouso em relação ao avião que transportava a Chapecoense. "A mensagem que ela passava era: a culpa foi do voo de vocês", conta Maysa, acrescentando que demorou para a ficha cair sobre a tragédia. "A funcionária precisou me contar umas três vezes porque eu não estava acreditando. A gente sabia que o avião tinha caído, mas não conseguimos acreditar que tinha sido por culpa do nosso avião."

LEIA TAMBÉM: Associação de Aviadores da Colômbia fala em falta de combustível

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X