Manifestação contra PEC 55: 9 ministérios foram danificados

Danos foram causados após a manifestação de estudantes contra a PEC 55, nesta terça-feira 29

© Foto: Fabio Pozzebom / Agência Brasil
Brasil PEC 55 14:39 - 30/11/16 POR Notícias ao Minuto

A Secretaria da Segurança Pública e Paz Social do Distrito Federal divulgou hoje (30) um balanço sobre os danos causados ontem (29) durante a manifestação de estudantes na Esplanada dos Ministérios. Nove prédios de ministérios sofreram danos, como vidros e refletores quebrados e paredes pichadas. Na Catedral e no Museu Nacional, carros foram incendiados. No total, foram 27 placas de sinalização arrancadas e amassadas, cinco paradas de ônibus quebradas, diversos cones e cavaletes queimados, um controlador de velocidade danificado e dois veículos queimados.

PUB

Na tarde dessa terça-feira, uma manifestação de estudantes contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55/16 foi dispersada pela Polícia Militar com bombas de gás de efeito moral, lacrimogêneo e spray de pimenta. O  protesto corria de forma pacífica até o momento em que os manifestantes chegaram ao gramado do Congresso e um grupo virou um carro de reportagem que estava estacionado nas rampas de acesso. Durante o confronto entre a polícia e os manifestantes, houve a depredação de bens públicos e privados.

Até a manhã desta quarta-feira, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) retirou dois caminhões de objetos quebrados e jogados nas vias próximas à Esplanada dos Ministérios. Uma equipe de 41 garis continua trabalhando na área. Dois caminhões pipas foram utilizados para limpeza dos locais em que foi ateado fogo. A assessoria do governo do Distrito Federal informou que ainda estuda como será o trabalho de recuperação do patrimônio. A ação deve ser integrada com os órgãos federais e outras instituições, como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), responsável pela Catedral.

O GDF ainda informou que vai investigar os danos ao patrimônio e as ações consideradas violentas. A investigação será a partir das imagens que já estão em posse dos órgãos de segurança.

Detenções e atendimentos

Segundo o balanço, seis manifestantes foram detidos e encaminhados à delegacia por injúria, desacato, resistência e dano, além de lesão corporal. Eles assinaram os Termos Circunstanciados e foram liberados. Outras cinco ocorrências de dano foram registradas pela Polícia Federal.

O Corpo de Bombeiros registrou 40 atendimentos, todos casos sem gravidade. Um total de 20 pessoas, entre eles dois policiais, receberam atendimento médico em dois grandes hospitais da capital. A maior parte foi atendida com ferimentos leves e intoxicação por gás lacrimogêneo. Três pacientes tiveram cortes mais profundos e precisaram fazer sutura, mas nenhum está em estado grave. Com informações da Agência Brasil. 

Leia também: Renan quer uma maior participação do PSDB no governo Temer

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X