Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2022
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Situação em Alcaçuz está praticamente sob controle, diz governador

Robinson Faria também afirmou que não houve erro em ações dentro de presídios

Situação em Alcaçuz está praticamente sob controle, diz governador
Notícias ao Minuto Brasil

18:03 - 26/01/17 por Notícias Ao Minuto

Brasil Rio Grande do Norte

No mesmo dia em que chegaram ao estado 78 agentes da Força de Intervenção Penitenciária, que atuarão dentro dos presídios, o governador do Rio Grande do Norte se pronunciou, nesta quinta-feira (26), sobre a crise penitenciária.

Desde o último dia 14, vários motins têm sido registrados na unidade, levando à morte de 26 detentos, a maioria decapitada. 

Robinson Faria afirmou que a situação em Alcaçuz está praticamente sob controle.

"Estamos vencendo etapas. Hoje, temos um quadro muito mais tranquilo. Temos o muro separando as facções para não acontecer uma nova guerra e estamos também cuidando para fortalecer a segurança do lado de fora. São medidas preventivas para que tenhamos tempo de construir três presídios para que, até o final do ano, possamos encerrar de vez a existência de Alcaçuz".

Ele também negou que a sua equipe tenha errado ao planejar a ação para conter a rebelião. "Não teve erro. Na noite do sábado [14], corri para o GGI e a palavra final foi do governador. Se a polícia entrasse, seriam 1.400 presos contra 60 ou 80 policiais armados e talvez tivéssemos uma grande chacina dos dois lados. Ficamos fazendo estratégia para evitar conflitos. Teve um pequeno conflito durante a semana, com apenas uma morte. Não morreu um policial, não morreu um agente penitenciário, não morreu nenhum apenado que não tem nada a ver com essas facções, não tivemos refém e não tivemos vítimas inocentes nas ruas".

De acordo com informações do portal G1, Robinson Faria ainda afirmou que a matança ocorrida no Rio Grande do Norte foi uma retaliação ao massacre em Manaus.

Leia também: Governador diz que Alcaçuz será destivada "em breve"

Campo obrigatório