Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Hackers inscrevem aluna nota mil em 'Produção de Cachaça'; MEC nega

Site do Sistema de Seleção Unificada foi alvo de ciberataque nesta segunda-feira (30)

Hackers inscrevem aluna nota mil em 'Produção de Cachaça'; MEC nega
Notícias ao Minuto Brasil

17:06 - 31/01/17 por Notícias Ao Minuto

Brasil Sisu

O portal eletrônico do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi alvo de ciberataque na noite desta segunda-feira (30) e hackers selecionaram cursos superiores diferentes do que os alunos escolheram.

Tereza Gayoso, que tirou nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pretendia cursar medicina. No entanto, soube nesta terça-feira (31), que foi inscrita em "Produção de Cachaça", no Instituto Federal do Norte de Minas Gerais.

“Eu não consigo acreditar que fizeram essa ruindade comigo", declarou a estudante de 23 anos.

De acordo com a Época, um candidato do Distrito Federal também teve seu processo seletivo hackeado. O estudante, que preferiu não ser identificado, foi inscrito em "Ciências Sociais" na Universidade Federal do Acre, embora não tivesse escolhido o curso.

“Acho triste eu precisar me preocupar com minha segurança em um site do governo”, disse. “O site do Ministério era para ser, teoricamente, seguro", completou o aluno.

De acordo com o UOL, o Ministério da Educação (MEC) nega que o sistema tenha sofrido uma invasão. A pasta defende que tratam-se de crimes isolados.

Leia também: Pastor da 'Assembleia' diz que Eike estaria livre se seguisse Cristo

Campo obrigatório