Nasa promove pesquisas com Aedes aegypti no Brasil

As cidades de São José dos Campos, Rio e Paranaguá foram incluídas em estudo mundial

© DR
Brasil saúde 07:01 - 19/05/17 POR Notícias Ao Minuto

cidades brasileiras de São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Paranaguá (PR) serão palco da Campanha de Coleta de Dados e Estudos Científicos da Larva do Mosquito Aedes aegypti. O projeto faz parte do programa Globe, uma iniciativa da agência espacial norte-americana, Nasa, para coleta de dados ambientais em todo o mundo.

PUB

As ações começam no próximo dia 29 e terão como foco a evolução do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e febre chikungunya.

Cerca de 25 escolas de cada um desses municípios participarão do projeto. Durante cinco meses, professores e estudantes vão levantar dados sobre a larva do inseto, utilizando um aplicativo para dispositivos móveis desenvolvido pela Nasa. Dois treinadores do Globe virão diretamente dos Estados Unidos para ministrar os workshops, que também vão acontecer em outras três cidades do Peru.

"Esses dados vão servir para fazer a medição da quantidade de larvas de Aedes. E cada escola vai ter que montar um projeto para montar uma estratégia de combate à proliferação das larvas de Aedes nessas cidades. Aí, vamos poder comparar a situação nas cidades brasileiras e nas peruanas", explicou o coordenador de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da AEB, Jean Robert Batana.

As instituições que completarem o número mínimo de observações serão convidadas a participar do Simpósio Virtual de Ciência e Engenharia, onde apresentarão um projeto destinado a reduzir o risco de doenças transmitidas por mosquitos nas suas comunidades.

As atividades começam por São José dos Campos, nos dias 29 e 30 de maio. Na sequência, o Rio de Janeiro recebe as ações de capacitação em 1º e 2 de junho. O calendário se encerra em Paranaguá, em 5 e 6 de junho.

As inscrições para participar dos workshops estão abertas, limitadas a 25 professores por município – sendo um por escola. É preciso fazer um cadastro do professor e da escola. Por conta do número limitado de vagas, deve-se aguardar o e-mail de confirmação do registro.

Projeto Globe

O Globe é um programa mundial de educação ambiental desenvolvido pela Nasa. Presente em mais de cem países de todos os continentes, a iniciativa capacita professores para conduzir atividades de aprendizagem e medição científica de parâmetros ambientais por meio de protocolos específicos construídos pela agência espacial.

Durante as aulas, os estudantes desenvolvem diversas habilidades, como metodologias de investigação científica, análise de dados e aprendizagem independente. O programa permite ainda que os participantes se conectem com estudantes e cientistas de todo o mundo por meio de projetos de ciência.(Portal Brasil)

Leia também: Família não consegue doar órgãos de jovem atropelada pelo ex-namorado

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X