Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Candidato da situação vence eleição e lidera lista tríplice à reitoria

Vahan Agopyan obteve 1.092 votos

Candidato da situação vence eleição e lidera lista tríplice à reitoria
Notícias ao Minuto Brasil

22:22 - 30/10/17 por Folhapress

Brasil USP

O atual vice-reitor da USP (Universidade de São Paulo), professor e engenheiro Vahan Agopyan, foi o mais votado na eleição para reitoria da instituição. Ele vai encabeçar a lista tríplice que será encaminhada para o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

+ Pezão: 'É impressionante hoje o que se fuma e o que se cheira'

Vahan obteve 1.092 votos. A chapa é tida como continuidade da gestão do atual reitor, Marco Antonio Zago. Em 2013, ambos venceram juntos a disputa pela reitoria.

Em segundo lugar, ficou a diretora da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências HUmanas), Maria Arminda do Nascimento Arruda, que recebeu 840 votos.

Na sequência, o professor Ildo Sauer, vice-Diretor do lnstituto de Energia e Ambiente da USP. Sauer teve a preferência de 594.

As três chapas vão compor a lista tríplice. O quarto candidato, o professor da FFLCH Ricardo Terra, teve 163 votos e não fará parte da lista.

Cabe ao governador escolher uma das três. Tradicionalmente, é indicado quem encabeça a lista tríplice. Após a ditadura, essa tendência só foi quebrada em 2009, quando o então governador José Serra (PSDB) preferiu o segundo colocada da lista, João Grandino Rodas.

Alckmin não tem um prazo para a escolha, mas a posse do novo reitor está marcada para o dia 25 de janeiro de 2018.A eleição para a reitoria da USP, ocorrida nesta segunda-feira (30), foi a primeira a ser realizada de forma. Dos 2.097 eleitores habilitados, por fazerem parte de órgãos centrais de unidades e da universidade, participaram da votação 1949. A grande maioria da assembleia eleitoral (85%) é formada por professores.

Mais importante universidade do país, com 88 mil alunos, a USP conta com um orçamento de cerca de R$ 5 bilhões. Desde 2014, uma crise financeira tem sido o maior desafio -o que deve ainda marcar os próximos anos.

Vahan Agopyan, 65, é engenheiro Civil pela Escola Politécnica da USP, onde foi diretor de unidade, e PhD pela London King's College. Professor da universidade desde 1975, e com o cargo de titular a partir de 1994, Agopyan foi pró-reitor de Pós-Graduação de 2010 a 2014, quando então assumiu a vice-reitoria.

A chapa é formado pelo vice Antonio Carlos Hernandes, atual pró-reitor de Graduação. Hernandes é professor titular do Instituto de Física da USP de São Carlos, do interior do Estado.

Na campanha, a chapa de Vahan defendeu as ações da atual gestão. A expectativa é a manutenção do esforços e recursos nas chamadas atividades-fim da universidade (ensino, pesquisa e extensão). Com Zago, o HU (Hospital Universitário), creches e até a Escola de Aplicação da Faculdade de Educação enfrentaram dificuldades por falta de recursos e funcionários. A postura sobre esses temas deve ser mantida.

Agopyan promete investir em transferência de conhecimento, com pesquisas em parceria com governos e empresas, e buscar novas formas de financiamento para a universidade. Ele garante que não haverá novos programas de demissão voluntária de funcionários, a exemplo do que Zago fez por duas vezes.

Se escolhido, Agopyan quer ainda discutir a ampliação do teto salarial dos professores, hoje limitado aos ganhos do governador. Com informações da Folhapress. 

Campo obrigatório