Meteorologia

  • 27 MAIO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Motorista alega ataque epilético e laudo descarta bebida alcoólica

Antônio de Almeida Anaquim, de 41 anos, estava com a carteira de motorista bloqueada

Motorista alega ataque epilético e laudo descarta bebida alcoólica
Notícias ao Minuto Brasil

10:20 - 19/01/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil Copacabana

O motorista Antônio de Almeida Anaquim, de 41 anos, que atropelou 17 pessoas na praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (18), diz que não se lembra do acidente. Uma bebê de oito meses morreu e treze pessoas seguem internadas nos hospitais Miguel Couto, na Gávea, e Souza Aguiar, no Centro. O condutor não estava alcoolizado, segundo resultado de exame feito pelo Instituto Médico-Legal (IML).

De acordo com o jornal 'O Globo', o condutor disse aos policiais que "não bebe" e que sofreu um ataque epilético. Os policiais encontraram um medicamento indicado para o tratamento da doença dentro do veículo.

Antônio afirmou que ficou desacordado no momento do acidente e que fazia "questão de realizar o exame de corpo de delito" para comprovar seu relato.

+ Veja o estado de saúde das vítimas do atropelamento em Copacabana

De acordo com o site do Detran, a carteira de habilitação de Antônio está bloqueada. Nos últimos 5 anos, ele acumulou 62 pontos e 14 multas. Nesta sexta-feira (19), o departamento informou que o motorista cometeu um crime de trânsito e que seu documento será cassado. 

Assista: Vídeo mostra feridos em Copacabana após atropelamento; imagens fortes

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório