Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Bombeiro que tentou salvar homem em prédio: 'Mais 40s teria conseguido'

Vítima identificada como Ricardo, com cerca de 30 anos, é dada como desaparecida

Bombeiro que tentou salvar homem em prédio: 'Mais 40s teria conseguido'
Notícias ao Minuto Brasil

05:31 - 02/05/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil Centro de SP

O bombeiro que estava resgatando um morador no momento em que o prédio desabou no Centro de São Paulo, nessa terça-feira (1º) disse que teria conseguido salvá-o se tivesse apenas mais 30 ou 40 segundos.

O Sargento Diego orientava a vítima a colocar o equipamento de segurança para ser içado do local onde estava. O rapaz, identificado como Ricardo, tem cerca de 30 anos, de acordo com moradores da ocupação. Ele é dado como desaparecido.

"Ele dizia: 'Me tira daqui por favor', e eu respondi: 'Calma, confia em mim'", disse o bombeiro a emissora de TV. "A gente acreditava a todo momento que ia conseguir retirar ele de lá", completou.

"Fui orientando ele para ir se amarrando. A ideia era que passasse uma fita em volta do tórax dele. E depois ficaria preso. E depois a gente tiraria ele dessa situação”, contou o sargento.

O problema maior foi que na hora que a gente ia retirar, o prédio caiu, tensionou a corda e ela não aguentou o peso, estourou. Não daria 30, 40 segundos, pra gente finalizar. (...) Era o tempo de proteger o canto vivo e eu dar a ordem para ele sair com calma."+ Cai para 29 o número de possíveis vítimas na queda de prédio em SP

O Sargento Diego disse ainda que, no momento da operação, não tinha o equipamento para resgates em grandes alturas. Para fazer o salvamento, ele usou um cinto de segurança preso a uma corta, chamado "cinto alemão".

"A ideia era ele passar o cinto pela perna, para ficar preso, e a fita tubular ele passou em volta do corpo, passou por baixo do braço e passar uma segunda vez. Deu um nó e ele já estava travado. Colocou a perna por dentro. Conseguimos fazer uma ancoragem usando outro cinto, que estava com outro bombeiro", descreveu.

Campo obrigatório