Meteorologia

  • 21 MAIO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

'Nem na escola estão livres do perigo', desabafa pai de bebê baleado

Caique de Carvalho, de 6 meses, foi baleado no ombro na noite de segunda-feira (14) no pátio do Colégio São Vicente de Paulo, quando estava no colo da mãe

'Nem na escola estão livres do perigo', desabafa pai de bebê baleado
Notícias ao Minuto Brasil

21:26 - 15/05/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil rede social

O pai do bebê que foi baleado dentro da escola fez um desabafo em uma rede social nesta terça-feira (15). "Ainda estamos sem acreditar que isso está acontecendo com a gente, principalmente com nosso bebê de 6 meses", lamentou. "Nem na escola e no aconchegante colo da mãe nossos filhos estão livres do perigo."

Caique de Carvalho, de seis meses, foi baleado no ombro na noite de segunda-feira (14) no pátio do Colégio São Vicente de Paulo, escola de classe média alta no Cosme Velho, na Zona Sul do Rio. Ele passa bem e foi submetido a uma cirurgia nesta terça-feira (15).

Segundo o comandante do 2° BPM (Botafogo), tenente-coronel Carlos Henrique Martins Gonçalves, o tiro que acertou o bebê pode ter sido disparado a esmo do morro Fallet-Fogueteiro, em Santa Teresa, ou de algum imóvel vizinho à escola.

+ Empresária relata isolamento de filha negra e comove rede social

A íntegra do post, ao qual o Extra teve acesso:

"Tristeza é o sentimento que me assola nesse momento, tristeza pelo que nossa sociedade está passando, tristeza por não ter nenhuma perspectiva que as coisas melhorem no curto, médio e longo prazo, tristeza por acreditar que não existe lugar seguro no Rio de Janeiro, que nem na escola e no aconchegante colo da mãe nossos filhos estão livres do perigo. Realmente é um momento de muita tristeza, incerteza e reflexão... Passei a minha vida inteira ignorando a violência, como uma boa parte da sociedade faz, passei a minha vida inteira não me privando de ir aos lugares, mas infelizmente e de uma maneira atordoante minha família virou mais um dado estatístico para o momento que assola o Rio de Janeiro. A responsabilidade pela segurança é de todos, não só dos governantes, mas de cada um de nós que escolheu essa cidade como lar. Ainda estamos sem acreditar que isso está acontecendo com a gente, principalmente com nosso bebê de 6 meses. Agradeço as inúmeras manifestações de solidariedade, mensagens carinhosas e amorosas de todos os amigos, amigos dos amigos, conhecidos, colegas de trabalho e desconhecidos, enfrentar isso com o apoio de vocês está sendo menos traumático pra minha família. Agradeço para o anjinho da guarda dele que o protegeu dessa violência sem precedentes, ele está bem e não corre nenhum risco.Continuem mandando muitas vibrações e energia positiva pra ele, pois ele veio ao mundo para desafiar as estatísticas. Ele é muito amado e logo logo voltará ao convívio de todos nós. Beijo no coração de todos!"

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório