Meteorologia

  • 22 MAIO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Detento denuncia tortura em prisão da Lava Jato no Paraná

Preso afirma ter sido agredido por carcereiros em cela conhecida como 'surda'

Detento denuncia tortura em prisão da Lava Jato no Paraná
Notícias ao Minuto Brasil

05:58 - 18/05/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil cela 'surda'

A Corregedoria do Departamento Penitenciário do Paraná recebeu  uma ação que denuncia a suposta existência de uma "cela de tortura" no Complexo Médico Penal (CMP) de Pinhais, onde estão presos da Lava Jato como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Ademir Bendine, e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o relato foi feito por um detento à Defensoria Pública do Paraná. Segundo ele, a cela conhecida como "surda", localizada entre a primeira e a segunda galeria, foi usada por carcereiros para o torturarem.

Ainda de acordo com o preso, as torturas ocorreram após ele se desentender com um carcereiro por conta da cela para o qual estava sendo levado - ele tinha receio de entrar em confronto com integrantes de uma facção crimionsa. Após reclamar, o detento disse ter sido levado para a "surda" e agredido com socos, pontapés, ter tido a cabeça batida contra a parede e recebido diversas injeções que resultaram em alucinações.

Leia também: Jacaré de cerca de dois metros é encontrado na Zona Oeste do Recife

À Folha, funcionários da CMP disseram que a "surda" é usada para isolar presos devido a mau comportamento. Quando levado para lá, um preso fica isolado por período entre 10 e 30 dias, sem direito a banho de sol e visita de familiares.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório