Meteorologia

  • 18 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Estudantes da PUC-Rio são acusados de racismo em torneio universitário

Ofensas ocorreram neste fim de semana durante os Jogos Jurídicos em Petrópolis

Estudantes da PUC-Rio são acusados de racismo em torneio universitário
Notícias ao Minuto Brasil

21:54 - 04/06/18 por Folhapress

Brasil Denúncia

Alunos do curso de direito da PUC-Rio estão sendo acusados de promover atos de racismo durante partidas dos Jogos Jurídicos, campeonato esportivo estudantil ocorrido na semana passada na cidade de Petrópolis (RJ).

Segundo relatos publicados nas redes sociais, ao menos três alunos da PUC-Rio, com o intuito de insultar estudantes da Uerj (Universidade do Estado do Rio), teriam imitado macacos durante a final de basquete masculino, no sábado (2).

O mesmo estudante relata que, na sexta-feira (1), uma casca de banana teria sido lançada em quadra pela torcida da PUC em direção a um aluno negro da UCP (Universidade Católica de Petrópolis) que disputava uma partida de futebol de campo.

De acordo com um aluno que participou do campeonato e pediu que seu nome não fosse divulgado, o estudante agredido chegou a deixar a competição após as ofensas. Ainda não foi registrado nenhum boletim de ocorrência sobre os casos.

Nenhum estudante que supostamente participou de atos de racismo foi identificado até agora. Em nota, a PUC-Rio informou que soube dos casos pelas redes sociais. Uma comissão de professores foi constituída para averiguar as denúncias nos próximos 15 dias. O objetivo é verificar a veracidade e, se possível, individualizar possíveis condutas erradas.

"Aproveitamos a oportunidade para reiterar o compromisso da PUC-Rio com os princípios que constituem nossa missão pedagógica e cidadã. Com base nesses princípios, acreditamos que o racismo, violência que ainda corrói a sociedade brasileira, deve ser enfrentado por medidas repressivas e inclusivas", afirma a PUC, em nota oficial.

"Não tergiversamos em combater qualquer forma de manifestação de racismo por meio de punições disciplinares e preservaremos o esforço de contínua melhoria das políticas de promoção da diversidade e da igualdade racial em nossa universidade", completa o comunicado. Com informações da Folhapress.

Leia também: Mãe de jovem morto por tubarão faz apelo: 'Não entrem na água'

Campo obrigatório