Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Maria Esther Bueno é velada em SP com presença de amigos e família

Ex-tenista faleceu em decorrência de um câncer de boca que se espalhou pelo corpo

Maria Esther Bueno é velada em SP com presença de amigos e família
Notícias ao Minuto Brasil

12:32 - 09/06/18 por Folhapress

Brasil luto

Amigos, familiares e personalidades do tênis dão o último adeus a Maria Esther Bueno neste sábado (9). A lenda do tênis brasileiro morreu na noite de sexta-feira (8) e está sendo velada no Salão Oval do Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A ex-tenista faleceu em decorrência de um câncer de boca que se espalhou pelo corpo. O velório segue até as 15h na sede do governo estadual paulista e o sepultamento acontece às 16h no Cemitério da Consolação, reservado apenas a familiares.

O governador do estado de São Paulo, Márcio França, compareceu para o velório e ressaltou a importância da lenda do tênis para o país -ele ainda lembrou o fato de ela ter falecido na véspera do dia do tenista, que se comemora neste sábado.

"Foi uma referência, talvez a maior esportista que tivemos no estado, num tempo que não era como hoje, em que as coisas eram muito difíceis. Muito corajosa, uma mulher à frente do seu tempo, que marcou o esporte de São Paulo e do Brasil", declarou.

Sobrinho de Maria Esther, Pedro Bueno, lembrou da relação que a dona de 19 títulos de Grand Slam tinha com a família, como uma grande contadora de histórias. "A gente é a família mais próxima, porque ela não teve filhos, era sempre muito próxima, muito querida", afirmou Pedro.

+ Quando a Justiça pode determinar suspensão da CNH de devedores?

Ex-tenistas brasileiros como Cássio Motta e Fernando Meligeni marcaram presença logo cedo para a última homenagem à lenda do tênis. Atualmente comentarista da ESPN, Meligeni lembrou das histórias com ela e criticou a falta de memória do país.

"Uma referência em um esporte que tem tão poucos ídolos. Ela e o Thomaz (Koch) sempre foram as referências numa época em que pouco se falava sobre tênis. Eu adorava conversar com ela para saber como era o tênis daquela época, iam de navio para os campeonatos, não tinham premiação nenhuma, nenhum tipo de glamour, era amor ao esporte mesmo", disse Meligeni.

Filho de Milton da Motta, jornalista e ex-dirigente que foi muito próximo a Maria Esther Bueno, o ex-top 10 de duplas Cássio Motta reforçou a importância que a tenista teve para o país e também por sua presença na luta por direitos das mulheres.

"Maria Esther foi a maior atleta brasileira de todos os tempos, respeitadíssima lá fora, viveu intensamente, curtiu muito a vida numa época em que ela jogou com outras mulheres que foram muito fortes nesse tópico que se fala hoje de feminismo e acho que ela deixa um legado importante. Tomara que esse legado que ela tem, essa história não morra na memória dos brasileiros, porque ela foi muito importante para o esporte no Brasil", afirmou Cássio. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório