Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Brasileiro que assediou na Rússia: 'Estão acabando com a vida da gente'

"Estão transformando um copo d’água em uma tempestade", afirmou o engenheiro civil Luciano Gil

Brasileiro que assediou na Rússia: 'Estão acabando com a vida da gente'
Notícias ao Minuto Brasil

08:36 - 20/06/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil declaração

O empresário e engenheiro civil Luciano Gil, que aparece no vídeo em que uma mulher é assediada na Rússia, durante a Copa do Mundo, disse que os internautas estão "acabando com a vida" dos homens que apareceram nas imagens. Ele classificou a repercussão negativa como uma "tempestade em copo d'água".

"Somos pais de família, trabalhadores e vocês estão acabando com a vida da gente... Quem está brincando carnaval exagera um pouquinho na bebida e às vezes passa do ponto. Peço desculpas às mulheres que possam ter se sentido ofendidas, mas estão transformando um copo d’água em uma tempestade", disse o engenheiro ao UOL.

+ Lei Seca soma dados positivos após 10 anos, mas levanta questões

No vídeo, um grupo de brasileiros aborda uma mulher estrangeira e a faz repetir palavras de baixo calão em referência ao órgão sexual feminino. Luciano diz, contudo, que nada foi forçado.

"Não foi feita coação, nada ali foi forçado. Tinha mais de 40 meninas ali e os próprios russos que tinham namoradas colocavam elas na brincadeira de livre e espontânea vontade. Só ganhou essa conotação porque aconteceu aqui na Rússia, mas se fosse na favela ou no carnaval, seria considerado normal", afirma.

Segundo o engenheiro, a mulher que aparecia nas imagens sabia o significado das palavras. "Tinha um brasileiro que falava russo que traduziu tudo para ela. Ela sabia e achou tudo bem".

"Nunca agredi mulher, naquela hora não houve coação moral, não houve 'forçação' de barra com ela, não houve mão boba, não teve nada disso. Ela estava superanimada, como diversas russas que estão curtindo a festa, porque as russas nunca tiveram uma festa como essa", completa.

Luciano Gil Mendes de Coelho, natural de Jaicós, no interior do Piauí, foi preso em operação da Polícia Federal em 2015. A investigação apurava investigava desvios de recursos públicos e fraudes em licitações na Prefeitura de Araripina (PE).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório