Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Mulher que teve nariz quebrado pelo ex se casa novamente

"É possível ser feliz novamente", comemorou a moradora de Araçariguama (SP)

Mulher que teve nariz quebrado pelo ex se casa novamente
Notícias ao Minuto Brasil

09:18 - 07/11/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil recomeço

Após ter denunciado nas redes sociais um caso de agressão sofrida pelo ex-marido, uma moradora de Araçariguama (SP) conseguiu superar o trauma e encontrou um novo amor. Jackeline Mota, de 32 anos, se casou novamente no fim de outubro.

"Eu não queria arriscar e passar por tudo de novo. Mas com ele descobri que é possível ser feliz a dois. Ele me trata como nunca fui tratada antes", disse em entrevista ao G1.

Quando foi agredida, pelo ex-companheiro Carlos Henrique Evangelista de Oliveira, Jackeline divulgou uma foto em seu perfil no Facebook em que aparece com o rosto ensanguentado depois de ter sofrido um golpe no nariz. Ela contou que foi agredida na frente dos filhos do casal, de 7 e 12 anos - depois que o ex descobriu que ela estava namorando. Ele negou que tenha cometido o crime.

Papai Noel dos Correios: adote uma carta escrita por crianças

Jackeline casou com Antônio - com que também tem um filho. Os dois se conheceram na igreja e se aproximaram após ambos comentarem em uma mesma postagem de uma brincadeira no Facebook. "Nessas conversas foi surgindo o sentimento, ele me fazia rir, me dava atenção e eu estava em um momento muito delicado, estava me sentindo um lixo e ele me tirou dessa situação. Saí de um relacionamento horrível, com o pensamento de nunca mais me envolver com ninguém, mas Deus sabe de todas as coisas, e me trouxe a pessoa certa no momento em que eu mais precisava."

Jackeline aproveitou para deixar uma mensagem às mulheres que já sofreram por conta de relações abusivas. "É possível seguir em frente. Meu atual marido é totalmente diferente, super de boa, faz o que pode para me agradar, para estarmos bem", comemora.

A Polícia Civil indiciou o ex-marido de Jackeline e o Ministério Público o acusou por três crimes: lesão corporal, violência doméstica e ameaça. A data da primeira audiência do caso ainda não foi definida.

A Justiça também emitiu uma medida protetiva que proíbe Carlos de se aproximar, ligar ou conversar com a ex-mulher.

O G1 conversou com Carlos Henrique Evangelista de Oliveira, ele negou mais uma vez a acusação e disse que a ex-companheira inventou a história afim de destruir a sua imagem. "Pelo meu tamanho, se tivesse dado um murro nela, eu a teria machucado muito mais", afirma.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório