Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

SP: após viaduto ceder, marginal tem obras e bloqueios

A gestão Bruno Covas (PSDB) corre para tentar minimizar o impacto no já carregado trânsito da cidade

SP: após viaduto ceder, marginal tem obras e bloqueios
Notícias ao Minuto Brasil

09:27 - 21/11/18 por Folhapress

Brasil Trânsito

Com fim do feriadão de seis dias para os paulistanos (que emendaram as comemorações da Proclamação da República e da Consciência Negra), dezenas de milhares de motoristas pegarão a marginal Pinheiros nesta quarta-feira (21), no primeiro dia "normal" desde que um viaduto se rompeu e bloqueou a pista expressa da via, na zona oeste da capital paulista.

A gestão Bruno Covas (PSDB) corre para tentar minimizar o impacto no já carregado trânsito da cidade. Em média, passam 1.500 carros por hora em cada faixa da marginal Pinheiros, segundo a secretaria municipal dos Transportes. Além do transtorno na pista local, que ficará lotada, haverá reflexos nas principais vias da zona sul e oeste da cidade, que servirão como rota de escoamento.

Toda a região da marginal passará por uma série de obras para aumentar a capacidade de escoamento das vias locais para as expressas, nos trechos que já estão liberados, para evitar o chamado "efeito funil" quando carros em várias faixas só têm uma saída.

+ Cratera na Bahia aumentou 17m em quatro meses e preocupa moradores

O maquinário trabalhará nos próximos 20 dias em remoção de calçadas, barreiras e canteiros centrais, para ampliar os acessos. São eles:

1. viaduto Lazlo Braun (próximo ao CDP de Pinheiros): alargamento do acesso junto ao viaduto, remoção do canteiro central e ampliação de uma para três faixas de rolamento, que permitirá o acesso à Castello Branco;

2. ponte Edson de Godoy Bueno (antiga ponte Itapaiuna): construção de acesso à pista expressa (hoje, a ponte termina direto na pista local);

3. na altura do Shopping Villa Lobos: alargamento do acesso da pista expressa para a pista local;

4. após a ponte Cidade Universitária: construção de acesso da pista expressa para a pista local;

5. em frente ao parque Villa Lobos: remoção do estreitamento de pista e da lombada eletrônica nos dois sentidos da avenida, para viabilizar três faixas de rolamento por sentido em frente ao parque;

6. av. Antônio Batuíra com Praça Panamericana: adequação para melhorar o acesso dos veículos à praça;

7. r. Banibas com av. Pedroso de Morais (próximo à Praça Panamericana): adequação para melhorar o desvio de tráfego.

A recomendação é, para quem puder, evitar trafegar por essa região. Se for inevitável, prefira deixar o carro em casa: a área é abastecida por trem (linha 9-esmeralda da CPTM) e metrô (linha 4-amarela e 5-lilás), além de ônibus. Além disso, a prefeitura negocia com aplicativos de transporte aumentar a oferta na área.

A prefeitura já liberou a maior parte da pista expressa, em dois trechos de 5 km cada um.

Trecho 1: da ponte João Dias até o acesso da pista expressa à local sob a ponte Octavio Frias de Oliveira (Estaiada);

Trecho 2: da saída da ponte Octavio Frias de Oliveira (Estaiada) até antes da transposição (passagem da pista expressa para a local) da ponte Eusébio Matoso. A gestão Covas tenta agora facilitar o acesso pelo menos até a ponte Cidade Universitária.

O maior impacto será para quem sai da zona sul da cidade em direção à zona norte. A CET criou rotas como sugestão para esses motoristas.

Os que chegam pela rodovia dos Imigrantes, por exemplo, podem seguir pela av. Presidente Tancredo Neves, acessar a av. Luiz Ignácio de Anhaia Melo e subir pela av. Salim Farah Maluf até chegar à marginal Tietê, de onde acessam outras rodovias do estado. Outra opção é ir pela avenida do Estado até a marginal Tietê junto à ponte das Bandeiras, em direção à rodovia Castello Branco.

Quem tem como origem a rodovia Anchieta e vai em direção à Castello Branco pode acessar a avenida das Juntas Provisórias e seguir pela avenida do Estado ou pela avenida Luiz Ignácio de Anhaia Melo.

Para os que saem dos bairros do extremo sul da cidade em direção ao centro podem seguir pelas avenidas Interlagos, Washington Luís, Moreira Guimarães, Rubem Berta, 23 de Maio, túnel Anhangabaú e Prestes Maia. Se o sentido for Santo Amaro, a opção é ir pela av. Senador Teotônio Vilela, Atlântica, largo do Socorro e av. Washington Luís.

O rodízio foi suspenso na marginal entre a avenida dos Bandeirantes e a ponte dos Remédios, e assim ficará até a liberação total da marginal.

A prefeitura está construindo ainda estacas de ferro na base de sustentação do viaduto para içá-lo com macacos hidráulicos em um método chamado de macaqueamento. Ainda não há um cronograma para a conclusão dessa obra. Com informações da Folhapress

Campo obrigatório