Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Rio: Casa da Morte é tombada para preservar história da ditadura

Imóvel funcionou como um centro clandestino de torturas e desaparecimentos políticos na década de 1970

Rio: Casa da Morte é tombada para preservar história da ditadura
Notícias ao Minuto Brasil

19:25 - 16/12/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil Memória

A Casa da Morte, localizada em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foi tombada e transformada em patrimônio histórico. O decreto foi publicado no Diário Oficial do município, na última sexta-feira (14). Agora, o imóvel deve ser desapropriado e transformado em um memorial.

O prédio funcionou como um centro clandestino de torturas e desaparecimentos políticos na década de 1970, durante a ditadura militar.

O economista e pesquisador da Comissão Municipal da Verdade em Petrópolis (CMV-Petrópolis) Roberto Schiffler explicou ao 'G1' que a desapropriação do local, que é de propriedade privada e tem pessoas morando, será feita por meio de decreto e após debate com a sociedade civil.

+ Basílica de Aparecida fecha portões por 1h devido a excesso de fiéis

Schiffler informou que os trabalhos da CMV terminaram nesse sábado (15), com a entrega do resultado da pesquisa sobre os atos de tortura cometidos no local durante a ditadura. "Foram três anos de trabalho, mais de 200 mil páginas pesquisadas. E a comissão encerra os trabalhos justamente com o decreto de tombamento, conseguimos deixar um legado teórico", afirmou.

O tombamento do imóvel foi decidido pelo Conselho Municipal de Tombamento Histórico, Cultural e Artístico, no dia 21 de novembro. Desde então, o órgão aguardava pelo decreto do prefeito Bernardo Rossi.

A presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos Eugênia Gonzaga afirmou que a Casa da Morte é considerada um dos cinco espaços mais importantes do país para transformação em um Centro de Memória.

Campo obrigatório