Meteorologia

  • 24 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Estado de SP registra três primeiras mortes por febre amarela em 2019

Mortes ocorreram no município de Eldorado, no Vale do Ribeira; até o momento, foram confirmados nove casos no Estado

Estado de SP registra três primeiras mortes por febre amarela em 2019
Notícias ao Minuto Brasil

19:05 - 17/01/19 por Estadao Conteudo

Brasil Saúde

O Departamento Municipal de Saúde de Eldorado confirmou nesta quinta-feira, 15, a febre amarela como causa da morte de três pessoas ocorridas este ano no município, localizado no Vale do Ribeira, região sul de São Paulo. Os óbitos são os primeiros por febre amarela confirmados neste ano no Estado. Outras quatro pessoas que foram internadas com sintomas também estão com o vírus da doença, conforme o resultado de exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz.

Até o momento, foram confirmados nove casos no Estado, dos quais quatro foram em Eldorado, quatro em Pariquera-Açu e um em Jacupiranga, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde. Em 2018, São Paulo teve 503 casos confirmados e 176 mortes pela doença.

+ Inep orienta estudante a recuperar a senha do Enem com antecedência

Na tarde desta quarta-feira, o Departamento Municipal de Saúde de Eldorado informou que sete casos da doença foram confirmados no município.

De acordo com boletim, as vítimas são um homem de 36 anos falecido no dia 1º, um jovem de 24 anos, que morreu no dia 10, e um idoso de 60 anos, falecido no último domingo, 13. Das quatro pessoas que tiveram a doença confirmada, três estão internadas. Uma mulher de 34 anos, que também ficou internada, foi tratada e já recebeu alta.

Conforme a Vigilância Epidemiológica, todos os casos de infecção pela febre amarela aconteceram na zona rural. Apenas a mulher que teve alta mora na área urbana, mas apresentou os sintomas depois de ter viajado para bairros rurais. A vacinação no município foi intensificada desde que foram notificados os casos suspeitos. Na zona rural, as equipes estão oferecendo a vacina de casa em casa. Conforme a prefeitura, a cobertura pela vacina é de 60%, dentro da média regional.

Campo obrigatório