Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Guarda municipal imobiliza vendedora de sorvetes em Porto Alegre; vídeo

Servidor manteve ambulante deitada de bruços no chão, forçou o joelho contra as costas e torceu o braço dela

Notícias ao Minuto Brasil

07:19 - 23/01/19 por Notícias Ao Minuto

Brasil Guaíba

Um vídeo feito por um cinegrafista anônimo flagrou uma vendedora de sorvetes sendo imobilizada com violência por um guarda municipal na orla do Guaíba, em Porto Alegre, na tarde de domingo (20). O autor das imagens disse ao G1 que a mulher foi detida. Veja o vídeo acima.

Observado por dois colegas, o guarda municipal manteve a ambulante deitada de bruços no chão, forçando o joelho contra as costas e torcendo o braço dela. O vídeo mostra ela pedindo ajuda, e dizendo que estava junto com uma filha portadora de deficiência.

+ Licitação do patrocínio do Carnaval de rua de SP não tem interessados

A prefeitura disse ao G1 que a mulher não tinha autorização para vender sorvetes, e que ela havia sido orientada por duas vezes a deixar a orla. Após o terceiro pedido, segundo nota divulgada nesta segunda (21) pelo município, ela teria arremessado uma cadeira contra os guardas.

Nota da prefeitura:

"A Guarda Municipal agiu dentro dos protocolos de segurança no caso envolvendo a vendedora ambulante que foi detida neste domingo, 19, na Orla do Guaíba. A mulher foi orientada pelos agentes de segurança a deixar o local, por não possuir licença para vender os produtos e não obedeceu a ordem. Na terceira investida dos profissionais, ela partiu para agressão, lançando uma cadeira contra os guardas, atingindo um dos profissionais. No intuito de conter a agressora, que estava visivelmente alterada, os agentes imobilizaram a mulher, evitando que ela própria se machucasse ou causasse alguma lesão nos profissionais que atuaram na ação. A prefeitura não tolera que nenhum servidor seja ameaçado ou agredido e não compactua com nenhum tipo de coação. Os profissionais são altamente treinados e capacitados para atuarem na proteção à vida e patrimônio público. A ocorrência foi registrada na Área Judiciária e seguiu os trâmites administrativos".

Campo obrigatório