Meteorologia

  • 23 MARçO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Boechat morreu em decorrência de politraumatismo, mostra laudo do IML

Documento descarta inalação de monóxido de carbono

Boechat morreu em decorrência de politraumatismo, mostra laudo do IML
Notícias ao Minuto Brasil

21:59 - 15/02/19 por Notícias Ao Minuto

Brasil acidente aéreo

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) sobre a morte de Ricardo Boechat indica que o jornalista morreu em decorrência de um politraumatismo causado pela queda do helicóptero e colisão com o caminhão. A informação é da 'GloboNews'.

O acidente aconteceu na alça de acesso do Rodoanel com a Rodovia Anhanguera, na última segunda-feira (11). O piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, também morreu e o motorista do caminhão teve ferimentos leves.

+ Vídeo mostra incêndio após queda de helicóptero que matou Boechat em SP

+ Aliança de Boechat é encontrada e entregue a esposa: 'Melhor presente'

O laudo, que a emissora teve acesso, não mostra sinais de fuligem na traqueia nem nos pulmões de Boechat. A concentração de monóxido de carbono no sangue do jornalista também é baixa (menos de 10%). Estes dados indicam que a vítima não morreu por conta da exposição ao gás.

Os traumatismos identificados foram torácico e abdominal, o que caracteriza um politraumatismo.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório