Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Saiba o que esperar da 5ª temporada da série 'La Casa de Papel'

A primeira parte estreia nesta sexta-feira (3), enquanto o restante chega à Netflix em 3 de dezembro

Saiba o que esperar da 5ª temporada da série 'La Casa de Papel'
Notícias ao Minuto Brasil

09:47 - 01/09/21 por Folhapress

Cultura SÉRIE-LA CASA DE PAPEL

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - ATENÇÃO! Este texto contém spoilers da quinta temporada de "La Casa de Papel".
Fenômeno mundial, a série espanhola "La Casa de Papel" volta com muitas reviravoltas e sequências de ação, como os fãs estão acostumados. A quinta e última temporada foi dividida em dois volumes, com cinco episódios cada. A primeira parte estreia nesta sexta-feira (3), enquanto o restante chega à Netflix em 3 de dezembro.

Mas o que esperar dos derradeiros episódios da série, que fez boa parte do mundo torcer pelos assaltantes com nomes de cidade que invadiram o Banco de Espanha (o equivalente ao Banco Central) não só uma, mas duas vezes? Sobrou alguma carta na manga do Professor (Álvaro Morte) para tirar quem sobrou do bando, que está cercado por todos os lados, de lá?

A Folha de S.Paulo teve acesso aos dois primeiros episódios da nova temporada e a resposta, por incrível que pareça, é não. Pela primeira vez, o líder do grupo não saberá o que fazer. Ele foi rendido pela ainda gravidíssima inspetora Alicia Sierra (Najwa Nimri) no final da 4ª temporada e não vai conseguir se livrar como das outras vezes.

Ele é obrigado a revelar qual era o plano para sair do banco com o ouro que eles estão derretendo lá dentro e chega a se despedir dos colegas por rádio. "Pode ser que esta seja a última vez que falo com vocês", lamenta, antes de pedir desculpas a todos. Não há plano B.

Enquanto isso, dentro do banco, Lisboa (Itziar Ituño) tenta retomar as rédeas da situação. A ex-policial, que havia sido capturada, foi alvo do plano ambicioso de resgate que ocupou boa parte da temporada anterior, e está de volta à ativa.

Agora, ela vai negociar que Gandía (José Manuel Poga), chefe de segurança do banco, possa sair do local para ser atendido por médicos, uma vez que tem estilhaços de bala alojados em meio às vértebras e pode ficar paralítico.

A ideia é ganhar tempo para que eles consigam pensar numa forma de escapar, uma vez que agora até o Exército foi envolvido na tentativa de retomar o banco e libertar os reféns. E não é qualquer grupo de militares, mas um comandado pelo Major Sagasta (Manuel Seda), responsável por operações secretas (e aparentemente obscuras) em países como Afeganistão e Iêmen.

Além disso, mesmo com Gandía fora de combate, o grupo de assaltantes ainda precisará lidar com problemas dentro do banco, uma vez que Arturo (Enrique Arce) nunca perde uma oportunidade de se voltar contra eles. Ele tentará, mais uma vez, liderar os reféns em um motim, chegando a deixar Tóquio (Úrsula Corberó), Rio (Miguel Herrán), Denver (Jaime Lorente) e Manila (Belén Cuesta) em maus lençóis.

Outro personagem querido da série, Berlim (Pedro Alonso) volta a aparecer em flashbacks. O irmão mais velho do Professor aparece tentando convencer o próprio filho, Rafael (Patrick Criado), a participar do assalto. Os dois acabam se desentendendo, mas tudo indica que o estudante de engenharia da computação voltará a aparecer mais adiante.

Também apenas em flashbacks aparece outro personagem novo na trama, René. Vivido por Miguel Ángel Silvestre (de "Sky Rojo", "30 Monedas" e "Sense8"), ele é revelado como sendo o grande amor da vida de Tóquio. Foi ao lado dele que a narradora da série fez seus primeiros assaltos.

Não se sabe se a personagem terá o mesmo final trágico do amado, que morreu em uma troca de tiros com a polícia. A Netflix guarda a sete chaves o destino dos assaltantes mais famosos do mundo. Eles vão conseguir fugir com o ouro? Serão presos? Mais algum protagonista vai morrer? Certeza mesmo, por enquanto, só que ainda há algumas surpresas guardadas pelo caminho.

Campo obrigatório