Meteorologia

  • 10 JULHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

'Vida Invisível' fica fora do Oscar, mas 'Democracia em Vertigem' entra

'Democracia em Vertigem' mostra a mudança do cenário político brasileiro onde mostra articulações para tirar Dilma Rousseff do poder

'Vida Invisível' fica fora do Oscar, mas 'Democracia em Vertigem' entra
Notícias ao Minuto Brasil

09:45 - 17/12/19 por Folhapress

Cultura Cinema

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Não é desta vez que o Brasil vai abocanhar um Oscar de melhor filme internacional. "A Vida Invisível", de Karim Aïnouz, ficou de fora da pré-seleção da categoria, divulgada pela Academia de Artes e Ciências de Hollywood nesta segunda (16).

Em compensação, "Democracia em Vertigem", de Petra Costa, garantiu um lugar na pré-lista da categoria documentário. Com produção da Netflix, ele revê os últimos anos da política brasileira, do governo Lula ao impeachment de Dilma Rousseff, sob uma ótica pessoal.

Concorrerá com "Advocate", "American Factory", "The Apollo", "Apollo 11", "Aquarela", "The Biggest Little Farm", "The Cave", "The Edge of Democracy", "For Sama", "The Great Hack", "Honeyland", "Knock Down the House", "Maiden", "Midnight Family" e "One Child Nation". "Honey.

Já os dez pré-indicados de Melhor Filme Internacional incluem algumas surpresas. São elas "The Painted Bird", da República Tcheca, "Truth and Justice", da Estônia, "Aqueles que Ficaram", da Hungria", "Corpus Christi", da Polônia e "Beanpole", da Rússia.

As exceções são o francês "Os Miséraveis", de Ladjy Jy, o espanhol "Dor e Glória", de Pedro Almodóvar, o senegalês "Atlantics", "Honeyland", da Macedônia do Norte, e o sul-coreano "Parasita", de Bong Joon-Ho.

Destes, o último, ganhador da Palma de Ouro no último Festival de Cannes, é um dos concorrentes mais fortes não só nesta categoria, como naquela de melhor filme. Uma dobradinha que "Roma", de Alfonso Cuáron, tentou realizar no ano passado sem sucesso, perdendo a estatueta principal para "Green Book".

Eles foram escolhidos entre 93 títulos inscritos por seus respectivos países de produção –um recorde na categoria, que até o ano passado era chamada de melhor filme em língua estrangeira.

Nas duas categorias, apenas metade destes títulos concorrerão ao Oscar. A lista completa de indicados em todas as categorias será anunciada no próximo dia 13 de janeiro. Já a cerimônia de premiação em si está marcada para 9 de fevereiro.

Com a ausência de "A Vida Invisível" do páreo de filme internacional, contudo, o Brasil completa duas décadas sem indicações a melhor filme internacional. A última nomeação foi em 1999, com "Central do Brasil", de Walter Salles.

Campo obrigatório