Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Guns N' Roses encerra nesta terça o festival São Paulo Trip

Banda se une a Tyler Bryant & The Shakedown e Alice Cooper em apresentação

Guns N' Roses encerra nesta terça o festival São Paulo Trip
Notícias ao Minuto Brasil

20:49 - 25/09/17 por Folhapress

Cultura festival

Menos de 72 horas após fazer um (longo) show na Cidade do Rock, o Guns N' Roses aterrissa no estádio Allianz Parque para encerrar a programação do São Paulo Trip.

A apresentação conta com o retorno do trio principal da banda (Axl Rose, Slash e Duff McKagan), que voltou a se reunir para shows em 2016.

No entanto é bom que o público paulista não tenha em mente o grupo que dominou a cena roqueira nos anos 1990 e pense mais no show mais fresco, do Rock in Rio.

Nele, ficou evidente o que não chegava a ser segredo: Axl já não possui a força vocal do passado. A triste constatação veio à tona no show de sábado com o difícil repertório, com muitas faixas para serem cantadas em tons acima de seu potencial atual, como "Estranged" e "You Could Be Mine".

A voz de Axl às vezes simplesmente não chegava. Houve quem dissesse na plateia carioca que ela fora "apreendida com os queijos da Roberta Sudbrack", a chef que teve produtos barrados por fiscais da vigilância sanitária nesta edição do evento.

Apesar disso, o cantor mostrou desempenho superior ao de apresentações anteriores no Brasil e se esforçou para manter o gogó firme até o fim.

+ Noel Gallagher anuncia lançamento de novo álbum em novembro

E o fim demorou um bocado. Foram mais de três horas de show, que começou com "It's So Easy", sucesso do álbum de estreia "Appetite for Destruction", que já completou 30 anos.

Com "Welcome to the Jungle" veio a primeira catarse do público, que se esgoelaria também em outros clássicos como "Sweet Child O' Mine", "Patience" e "Don't Cry", em coros que ajudavam a ocultar a desgastada voz do cantor.

Se Axl não está em sua melhor forma, Slash deve novamente roubar a cena.

No Rio, o guitarrista prolongava muitas das 30 canções do repertório com seus solos melódicos, como no fim de "Coma", no qual incluiu o tema de "O Poderoso Chefão" (mais urros da plateia), e em "Double Talkin' Jive".

Além de hits próprios, a banda deve voltar a apresentar alguns emprestados, como no Rio, com destaque para "The Seeker", boa versão de um sucesso dos veteranos do Who, que fizeram na quinta (21), no evento paulistano, seu primeiro show no país e, no Rio, antecederam o Guns.

O setlist inclui outros covers já conhecidos, como "Live and Let Die", de Paul McCartney, e "Knockin' on Heaven's Door", de Bob Dylan. Teve até "Black Hole Sun", uma espécie de tributo a Chris Cornell, morto em maio.

A saga musical teve fim com "Paradise City", na qual Slash se mostrou um verdadeiro showman, tocando com a guitarra nas costas enquanto o público ia ao delírio. Em São Paulo, o filme deve se repetir.

GUNS N' ROSES

QUANDO

Terça (26), às 20h30 (portões abrem às 16h; Tyler Bryant & The Shakedown, às 17h30; Alice Cooper, às 18h30); 14 anos (menores de 14 só com os responsáveis)

ONDE

Allianz Parque, av. Francisco Matarazzo, 1.705

QUANTO

R$ 660 (somente disponíveis cadeiras nível 1 C e D), no site ingressorapido.com.br

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório