Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Marjorie Estiano e Nanda Costa estream filme "Entre Irmãs"

Duas irmãs que vivem no sertão pernambucano na década de 1930

Marjorie Estiano e Nanda Costa estream filme "Entre Irmãs"
Notícias ao Minuto Brasil

17:47 - 11/10/17 por Folhapress

Cultura Cinema

Parece bobagem, mas são poucos os filmes com protagonistas femininas no cinema nacional. "Entre Irmãs" vai na contramão dessa onda e coloca duas das mais elogiadas atrizes da atualidade para trabalharem juntas. São elas: Marjorie Estiano e Nanda Costa, que interpretam Emília e Luzia, respectivamente. Duas irmãs que vivem no sertão pernambucano na década de 1930. Apesar de rivais, é inegável o apego entre as duas, ainda mais unidas desde que uma delas passou a ter uma deficiência no braço -Luzia caiu de uma árvore ainda criança.

Como cabia a todas as mulheres da época, a solução para uma vida melhor é o casamento. E é nesse ponto que as duas, costureiras e independentes à sua maneira, divergem. Enquanto uma vive uma rotina clássica, mas infeliz, a outra parte para uma aventura com um cangaceiro inspirado em Lampião e interpretado por Júlio Machado. Um dos méritos do roteiro de "Entre Irmãs" é mostrar que a condição feminina nada tem a ver com o ainda dito "sexo frágil".

Nanda e Marjorie se entregam em cenas de briga, nudez, sexo e tensão. Atuam de maneira contida e certeira.

+ Steven Spielberg faz contrato com Apple para relançar série dos anos 80

O elenco tem ainda Letícia Colin e Rômulo Estrela, jovens apostas da Globo e que cumprem muito bem suas funções. Os personagens de ambos, aliás, provocam discussões muito atuais em termos de sexualidade. Os experientes Cyria Coentro e Fábio Lago também dão vigor.

O melodrama é de fato uma grande vocação de Breno Silveira, diretor de sucessos como "Dois Filhos de Francisco" e "Gonzaga: De Pai Para Filho". Em alguns momentos, no entanto, a emoção é colocada de tal maneira na tela que parece mais adequada às novelas da TV. O que está longe de ser um defeito, uma vez que pode ser um apelo para a bilheteria, num país em que os folhetins são a grande paixão nacional. Com informações da Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório