Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Hilda Hilst será a autora homenageada pela Flip em 2018

Escolha vem em um momento de maior difusão da obra dela - algo que ela não viu em vida

Hilda Hilst será a autora homenageada pela Flip em 2018
Notícias ao Minuto Brasil

20:34 - 05/12/17 por MAURÍCIO MEIRELES, da Folhapress

Cultura literatura

A autora homenageada da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) em 2018 será Hilda Hilst (1930-2004), anunciou a organização do evento na tarde desta terça-feira (5). A escolha de Hilda vem em um momento de maior difusão da obra dela - algo que ela não viu em vida, por ser considerada dona de uma literatura difícil. Tanto que Hilda chegava a brincar com a afirmação de que sua obra fosse uma "tábua etrusca".

Para se ter uma ideia, entre 2015 e 2016 as vendas de sua obra -à época na Globo Livros- saltaram 200%. Os detentores dos direitos também dizem dar autorização para duas montagens de peças da autora por mês.

+Pintura de criança em exposição gera polêmica; Met vai mantê-la

A obra de Hilda hoje está na Companhia das Letras, que lançou este ano sua poesia completa e prepara um volume da prosa para o ano que vem. A casa também assinou contrato com a editora Ana Lima Cecílio, que já começou a trabalhar numa biografia a ser publicada em 2020.

"A Hilda é uma autora de uma obra densa, que inclui poesia, prosa, teatro. Como pessoa pública, tinha muitas ideias e não era nem um pouco banal ou óbvia", diz Joselia Aguiar, curadora pela segunda vez da festa literária.

Além do que está previsto para este ano pela Companhia das Letras -o que inclui uma adaptação em HQ de "A Obscena Senhora D" e uma coletânea ilustrada de poesias- Daniel Fuentes, herdeiro da autora, negocia com outras casas novos livros.

+Quase 40 anos após morte de John Lennon, 'Imagine' vira livro infantil

"Quando fechamos [contrato] com a Companhia das Letras, deixamos alguns itens de fora, como o teatro, crônicas e cartas. Devemos chegar à Flip também com outras obras publicadas", diz ele."A Hilda ia estar muito contente. Ela dizia que seu sonho era ter a obra lida nos bondes, nos salões de beleza, nas ruas -acho que está chegando essa hora." Com informações da Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório