Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Mano Brown e Marielle serão homenageados com Troféu Raça Negra

O prêmio também vai lembrar um crime ainda sem desfecho que ceifou a vida de uma líder negra em ascensão: a vereadora Marielle Franco (PSOL)

Mano Brown e Marielle serão homenageados com Troféu Raça Negra
Notícias ao Minuto Brasil

18:33 - 15/11/18 por Folhapress

Cultura prêmio

A tradicional cerimônia anual de premiação das personalidades negras do país chega à sua 16ª edição, naquela que será a mais politizada.

O grande homenageado do ano pelo Troféu Raça Negra será Mano Brown, ícone do rap nacional. Segundo a organização do prêmio, as canções do artista à frente do grupo Racionais MC's "dão voz aos clamores dos jovens negros que vivem na periferia".

O prêmio também vai lembrar um crime ainda sem desfecho que ceifou a vida de uma líder negra em ascensão: a vereadora Marielle Franco (PSOL), morta em um ataque a tiros junto ao seu motorista, Anderson Gomes, em março deste ano no Rio de Janeiro.

Outra laureada será Valéria Lúcia dos Santos, advogada negra que foi algemada durante uma audiência de custódia em Duque de Caxias (RJ).

Brown, os familiares de Marielle e Valéria receberão a estatueta dourada "Zumbi dos Palmares", o líder do Quilombo dos Palmares (AL). O local serviu de resistência para escravos foragidos de engenhos na época do Brasil colônia.

Os troféus serão entregues na Sala São Paulo, no centro da capital paulista, na noite da próxima segunda (19) –um dia antes do feriado municipal da Consciência Negra (20).

A cerimônia será apresentada pela atriz Kenia Maria e pelo rapper Thaíde.

Realizada pela ONG Afrobras em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares, a premiação está em sua 16ª edição e também vai destacar o trabalho de outras 11 personalidades de várias áreas que atuaram de alguma forma pela igualdade racial no país.

Entre as personalidades destacadas na premiação está o ex-diretor de Redação da Folha Otavio Frias Filho (1957-2018), morto em agosto passado, vítima de um câncer.

Segundo José Vicente, reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, Otavio tinha uma posição crítica em relação à política de cotas raciais nas universidades, mas sempre deu amplo espaço à discussão do tema no jornal.

"Nesses últimos 15 anos de produção de consenso sobre as ações afirmativas aos negros no Brasil, a Folha, na figura de Otavio, deu visibilidade à questão com crítica inteligente e espaço para todo tipo de pensamento", diz.

Além de Otavio, Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, e a cantora Fafá de Belém estão no grupo dos 11 condecorados que receberão o "troféu negro", também com a esfinge de Zumbi.

Todos os homenageados serão transportados em carros de luxo até a Sala São Paulo. A novidade deste ano, diz o reitor José Vicente, é que a carreata será acompanhada por batedores da Polícia Militar.

"O ato será muito simbólico porque nós vamos abrir o caminho para a polícia passar. No cotidiano, são os PMs que correm atrás dos negros." Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório