Meteorologia

  • 27 MAIO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Diretor de 'Bohemian Rhapsody' enfrenta novas acusações de abuso sexual

Apesar das acusações, estúdios continuam contratando os serviços de Bryan Singer

Diretor de 'Bohemian Rhapsody' enfrenta novas acusações de abuso sexual
Notícias ao Minuto Brasil

15:36 - 24/01/19 por Folhapress

Cultura BRYAN SINGER

Novas acusações de estupro e assédio sexual vieram à tona contra o cineasta Bryan Singer - algumas delas datando de 20 anos atrás. O americano é diretor de "Bohemian Rhapsody", um dos recordistas de bilheteria do ano passado e indicado ao Oscar de melhor filme.

A revista The Atlantic colheu relatos de homens que dizem ter sido molestados por ele, boa parte quando as supostas vítimas eram menores de idade. Quatro dessas pessoas nunca antes haviam sido ouvidas antes e dizem sofrer consequências do trauma até hoje.

A publicação sugere certos padrões de conduta criminosa: as vítimas eram garotos algo desamparados, Singer contava com o auxílio de parceiros para chegar até eles, respaldado pelo sucesso de seus filmes, e muitas vezes fazia uso de substâncias para seduzi-los.

+ Série que já teve Meghan Markle ganhará temporada de despedida

Victor Valdovinos, que estava na sétima série em 1997, disse que foi interpelado pelo diretor num banheiro público. Naquele ano, o cineasta rodava "O Aprendiz" nas cercanias da escola onde o então garoto estudava. Enquanto o menino usava o mictório, diz ter percebido alguém bem atrás dele. Era Singer. 

"Você é tão bonito? O que vai fazer amanhã? Talvez eu possa botar alguém em contato para te colocar no meu filme", teria dito ele a Valdovinos. Escalado como figurante da produção, ele afirma que foi apalpado pelo diretor enquanto o menino trajava apenas uma toalha - isso teria acontecido num vestiário afastado de onde as filmagens aconteciam.

De fato, "O Aprendiz" tem várias cenas rodadas numa escola americana, inclusive uma delas num chuveiro estudantil. Na ocasião, menores de idade foram chamados para atuar como figurantes e se despir para a equipe de filmagem, o que custou um processo à produção.

+ Netflix entra para maior associação de cinema dos EUA

Outro dos então garotos ouvidos pela revista é Ben, que afirma ter frequentado as famosas festas na piscina que o diretor dava em Los Angeles, descritas como celebrações recheadas de homens jovens.

Numa delas, quando ele tinha 17 ou 18 anos, relata ter feito sexo oral com Singer. Afirma ainda que o diretor frequentemente "cruzava fronteiras", isto é, enfiava sua mão nas partes íntimas de outras pessoas sem o consentimento delas.

Andy, que tinha 15 anos no fim dos anos 1990, é outra das supostas vítimas ouvidas. Afirma que também frequentava alguma dessas festas e que várias vezes foi levado até o quarto do diretor, onde ambos fizeram sexo - na primeira vez, sob as vistas do ator Brad Renfro, também adolescente na época, e que era protagonista de "O Aprendiz".

Enquanto Andy teria descambado para o abuso de drogas e prostituição após o incidente, Renfro usufruiu do prestígio de estrela teen, mas morreu de overdose em 2008, aos 23 anos. 

A revista The Atlantic também ouviu Eric, que afirmou que também era habitué das festas de Singer. E que durante cerca de cinco anos, desde que ele tinha 17 anos, costumava fazer sexo com o diretor. Ao chegar aos 20 e poucos, contudo, o interesse do cineasta por ele teria sumido. 

As acusações colhidas pela The Atlantic se somam a outras que já vinham circulando há mais de um ano. Em dezembro de 2017, na esteira da onda de acusações de assédio na indústria, o cineasta foi processado por Cesar Sanchez-Guzman, homem que alegava ter sido estuprado pelo realizador em 2003, aos 17 anos.

+ Rouge anuncia pausa na carreira: 'buscar novos caminhos'

Hoje aos 53 anos, Singer é conhecido por ser um diretor irascível no set. Durante as filmagens de "Bohemian Rhapsody", ele teve brigas com o ator Rami Malek, que interpreta Freddie Mercury, estava frequentemente ausente e acabou demitido pela Fox três semanas antes de as gravações terminarem. Seu nome foi ignorado nos discursos do Globo de Ouro.

Entre suas obras mais famosas destacam-se "Os Suspeitos" (1995), "Operação Valquíria" (2008) e vários dos filmes da franquia "X-Men". 

Apesar das acusações, estúdios continuam contratando seus serviços. Até o momento, ele continuava escalado para dirigir a fantasia "Red Sonja". Ironicamente, a protagonista da obra é a sobrevivente de um abuso sexual. Com informações da Folhapress. 

Leia também: Crescimento do Carnaval acirra captação de verbas e compromete festa

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório