Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Preço de painéis solares deve seguir em alta até 2022, dizem fornecedores

A demanda pelos painéis solares deve permanecer elevada por causa do aumento na tarifa da energia elétrica

Preço de painéis solares deve seguir em alta até 2022, dizem fornecedores
Notícias ao Minuto Brasil

05:00 - 25/10/21 por Folhapress

Economia Energia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O preço dos equipamentos para a geração de energia solar, que já vem subindo desde o ano passado, pode avançar mais 10% até julho de 2022 antes de começar a baixar, segundo Rodolfo Meyer, presidente do Portal Solar, marketplace que reúne fabricantes, distribuidores e instaladores do país.

Neste mês, o valor total da instalação de painéis solares de 5,52 kWp (quilowatts-pico) de potência, que são o carro-chefe em residências com conta de luz em torno de R$ 600, chegou a R$ 33 mil, segundo simulações do Portal Solar.

Em junho, o preço estimado era R$ 29,3 mil. Já em março de 2020, a instalação ficava em torno dos R$ 24 mil.

A demanda pelos painéis solares, que tendem a ficar mais baratos conforme as tecnologias avançam e a produção ganha eficiência, deve permanecer elevada por causa do aumento na tarifa da energia elétrica, segundo o presidente da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), Rodrigo Sauaia.

Os fatores que impulsionaram o preço atual abrangem a crise energética na China, que é o principal fornecedor de equipamentos, a inflação de transportes, insumos e câmbio. Também há uma corrida global por fontes sustentáveis de geração de energia.

Sauaia diz que o setor tem cobrado incentivo do governo à fabricação nacional para evitar novas flutuações de preços, mas ainda não conseguiu avançar. Eles pedem redução dos impostos sobre as matérias-primas dos equipamentos.

Campo obrigatório