Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Trabalhadores esquecem R$ 523 milhões no PIS/Pasep

561 mil trabalhadores deixaram de retirar o abono salarial, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência

Trabalhadores esquecem R$ 523 milhões no PIS/Pasep
Notícias ao Minuto Brasil

16:48 - 07/04/22 por Folhapress

Economia Dinheiro

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Mais de R$ 523 milhões do PIS/Pasep referentes a 2020 ainda não foram sacados e ficarão disponíveis até 29 de dezembro. No total, 561 mil trabalhadores deixaram de retirar o abono salarial, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência.

Do total que não sacou os valores conforme o calendário oficial de liberações, 71% são de servidores públicos e militares, que recebem o Pasep pelo Banco do Brasil. Os trabalhadores elegíveis do setor privado têm o mesmo prazo para sacar o PIS, pela Caixa Econômica Federal.

TEM DIREITO AO ABONO DO PIS/PASEP QUEM:

Trabalhou com carteira assinada ou como servidor por, no mínimo, 30 dias, consecutivos ou não, em 2020

Está cadastrado no programa ou no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) há pelo menos cinco anos - ou seja, o primeiro emprego com carteira assinada deve ter ocorrido em 2015 ou antes.

Recebeu até dois salários mínimos médios de remuneração mensal no ano-base, o que corresponde a R$ 2.090, considerando-se o salário mínimo de R$ 1.045 vigente em 2020

Teve seus dados informados pelo empregador (pessoa jurídica ou governo) corretamente na Rais ou no eSocial

O Ministério do Trabalho e Previdência começou a receber, nesta terça-feira (5), os recursos administrativos de quem não foi habilitado, mas entende que tem direito a receber o abono. É necessário enviar um email para trabalho.uf@economia.gov.br, trocando o trecho "uf" pela sigla do estado de residência. Para quem é de São Paulo, o email é trabalho.sp@economia.gov.br, por exemplo.

O BENEFÍCIO PODE SER CONSULTADO:

Pelo telefone: pelo número 158

No aplicativo Carteira de Trabalho Digital: o aplicativo pode ser baixado ou atualizado em celulares com sistema operacional Android e sistema iOS. Segundo o ministério, é "extremamente recomendável" que os trabalhadores atualizem para a última versão do aplicativo. Sem a atualização não será impossível verificar o direito, o valor do abono, o dia e o banco para recebimento.

No portal gov.br: o site dá acesso às mesmas informações sobre o abono da Carteira de Trabalho Digital

COMO SACAR O PIS

Clientes da Caixa recebem o dinheiro automaticamente na conta-corrente ou na poupança. Caso estejam no calendário oficial e não tenham tido o crédito, a indicação é fazer uma consulta por meio de seu extrato bancário.

Quem não tem conta na Caixa recebe os valores em uma poupança social digital, aberta pela Caixa e que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. Nele, é possível pagar boletos, fazer compras ou transferir o dinheiro para outra conta bancário. O saque também é permitido, após gerar uma senha.

Se mesmo assim os valores não tiverem sido disponibilizados, quem tem Cartão do Cidadão e senha pode sacar o abono nos caixas eletrônicos, nas lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui.

Para o trabalhador que não possui nem conta na Caixa nem Cartão do Cidadão e senha, os saques devem ser feitos em uma agência da Caixa mediante apresentação de documento oficial com foto.

COMO SACAR O PASEP

O pagamento do Pasep é feito aos servidores públicos conforme o número final da inscrição. Quem é cliente do Banco do Brasil recebe direto em conta. Quem ainda não recebeu terá até o dia 29 de dezembro para reclamar os valores.

Nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil ou no portal www.bb.com.br/pasep, o trabalhador pode fazer a transferência por meio de TED (Transferência Eletrônica Disponível) para sua conta bancária.

É preciso informar o número de inscrição no Pasep, CPF e data de nascimento. Também é possível realizar o saque nas agências do Banco do Brasil, apresentando documento oficial de identidade, como RG, passaporte ou CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

320 MIL AINDA NÃO SACARAM O ABONO DE 2019

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, mais de 320 mil trabalhadores não sacaram os valores do abono do PIS/Pasep referentes a 2019, acumulando R$ 208 milhões que ainda estão disponíveis. A retirada, no entanto, só poderá ser feita após a liberação de um sistema por parte do governo, o que ainda não ocorreu.

A informação anterior era de que os trabalhadores podiam pedir o abono de 2019 após 31 de março. No entanto, em nova informação, o governo afirma que os sistemas ainda estão sendo adaptados pela Dataprev (empresa de tecnologia federal) e devem ficar prontos até 31 de maio.

Campo obrigatório