Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Kroton fecha compra da Somos Educação por R$ 4,6 bilhões

A compra do controle da Somos foi realizada por meio da holding Saber, criada pela Kroton para incorporar ativos de educação básica

Kroton fecha compra da Somos Educação por R$ 4,6 bilhões
Notícias ao Minuto Brasil

15:20 - 23/04/18 por Folhapress

Economia NEGÓCIOS

A Kroton Educacional fechou a compra do controle da Somos Educação, da Tarpon Gestora de Recursos, por R$ 4,566 bilhões, informaram as empresas nesta segunda-feira (23). É a segunda aquisição da Kroton no segmento de educação básica em menos de um mês. Desse total, a Somos, antiga Abril Educação, informou que R$ 4,166 bilhões serão pagos à vista na data de fechamento do negócio e o restante será mantido em conta vinculada para garantir pagamento de determinadas obrigações de indenização assumidas pelos vendedores

A Somos é dona de marcas como Anglo, Red Balloon, Ática, Scipione e Saraiva. Juntos, os grupos devem atender 37 mil alunos em escolas próprias e 25 mil alunos de curso de idiomas. A Kroton, maior grupo de educação do país, dona do grupo Anhanguera, estima que, com a aquisição, a fatia de sua receita que vem de educação básica vai aumentar de 3% para 28%.

A compra do controle da Somos foi realizada por meio da holding Saber, criada pela Kroton para incorporar ativos de educação básica. A operação envolve mais de 192,2 milhões de ações da Somos Educação, ao preço individual de R$ 23,75, o que representa a aquisição de 73,35% da Somos. O valor representa um prêmio de 66% em relação ao preço de fechamento das ações da Somos na sexta-feira (20), de R$ 14,30. 

Às 13h26 desta segunda-feira, as ações da Kroton subiam 4,96%, para R$ 14,18.Depois do fechamento dessa primeira operação, a nova controladora deve fazer uma oferta para aquisição de ações (OPA) para aumentar sua participação no grupo. O valor total estimado do negócio é de R$ 6,2 bilhões. A Kroton e a Somos informaram ainda que se a operação não for fechada até 23 de outubro, o valor passará a ser corrigido pela variação do CDI a partir de 24 de outubro, até a conclusão do negócio.

+ Reforma trabalhista: sem MP, volta a valer texto da lei; o que muda?

Concentração de mercado A operação está sujeita a determinadas condições, inclusive a aprovação pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica)."Uma das operações é de ensino superior e a outra, de ensino básico. Procuramos não ser prospectivos em relação ao que o Cade possa decidir, mas há baixíssima sobreposição entre o que a Saber e a Somos fazem, então isso reduz o grau de complexidade da decisão", diz Rodrigo Galindo, presidente da Kroton.Galindo afirmou a jornalistas, nesta segunda-feira (23), que a única sobreposição de mercado entre as duas empresas é em sistemas de ensino.

Nesse mercado, ambas devem acumular 20% de participação. "Nós não consideramos que seja relevante, mas será apreciado [pelo Cade]. Já em colégios, a participação de mercado das duas empresas é irrelevante". O faturamento do mercado de educação básica no Brasil, segundo a Kroton, é 83% maior que o de educação superior – R$ 101 bilhões e R$ 55 bilhões em 2017, respectivamente. No início de abril, a Kroton anunciou a sua primeira aquisição em educação básica, do Centro Educacional Leonardo Da Vinci, em Vitória (ES), por valor não revelado, e disse que previa mais duas aquisições no segmento até o fim do ano.

"A aquisição da Somos pela holding Saber promove a complementariedade da atuação no segmento de educação básica brasileiro e está totalmente alinhada à estratégia de crescimento por meio da qualidade diferenciada dos produtos, serviços e plataformas educacionais digitais oferecidos", escreveram as empresas.No período de até 30 dias a partir do fechamento da operação, a holding Saber submeterá à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e à B3 um pedido de registro de oferta pública obrigatória para a aquisição (OPA) das ações da Somos detidas pelos acionistas minoritários.

A Saber avalia ainda cumular a OPA com a oferta pública para o cancelamento do registro de companhia aberta da Somos, embora esta decisão ainda não tenha sido tomada e a estrutura final da OPA será definida posteriormente.Segundo Fernando Shayer, presidente da Somos, houve ofertas maiores do que a da Kroton pelo grupo, mas essa foi a mais atrativa. "Nem sempre o preço é o principal atributo de uma negociação. Vimos mais valor na parceria com a Kroton", afirmou. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório