Meteorologia

  • 17 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Paulo Guedes diz que Mercosul não será prioridade no governo Bolsonaro

Em entrevista no hotel Windsor, na Barra da Tijuca, Guedes disse que o Brasil "ficou prisioneiro de alianças ideológicas" e que isso é ruim para a economia

Paulo Guedes diz que Mercosul não será prioridade no governo Bolsonaro
Notícias ao Minuto Brasil

06:25 - 29/10/18 por Estadao Conteudo

Economia relacionamento

O economista Paulo Guedes, apontado como ministro da Fazenda do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), disse que o Mercosul não será prioridade no próximo governo. Em entrevista no hotel Windsor, na Barra da Tijuca, Guedes disse que o Brasil "ficou prisioneiro de alianças ideológicas" e que isso é ruim para a economia.

"Você só negocia com quem tiver inclinações bolivarianas. O Mercosul foi feito totalmente ideológico. É uma prisão cognitiva", disse.

Ao ser questionado por uma repórter do jornal argentino Clarín se o Brasil continuaria no bloco, Guedes respondeu apenas que: "Não será conosco. Foi" .

+ Vitória de Bolsonaro anima fabricantes de armas

"Nós não vamos quebrar nenhum relacionamento. Se eu só vou comercializar com Venezuela, Bolívia e Argentina? Não. Nós vamos comercializar com o mundo, serão mais países. Nós faremos comércio. E se eu quiser comercializar com outros países?", respondeu.

O economista ainda justificou que o foco de seu programa econômico será o controle de gastos e não o Mercosul. "É isso que você queria ouvir? Mercosul não será prioridade. A gente não está preocupado em te agradar. Eu conheço esse estilo", disse Guedes, exaltado a repórter argentina. Com informações do Estadão Conteúdo.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório