Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Recebeu o 13º? Veja como fazer ele virar mais dinheiro

As compras de fim de ano podem ser uma armadilha para suas finanças; pagamento de dívidas e investimentos ajudam a começar 2019 tranquilo

Recebeu o 13º? Veja como fazer ele virar mais dinheiro
Notícias ao Minuto Brasil

19:10 - 17/12/18 por Notícias Ao Minuto

Economia Grana

Receber o 13º salário é a grande alegria de fim de ano do trabalhador brasileiro. Afinal, quem não gosta de ter um dinheiro a mais para curtir as festas e começar o ano tranquilo? Mas não é só para o seu bolso que esse salário extra faz bem: o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) estima que o pagamento do benefício injetará mais de R$ 200 bilhões na economia nacional, com 84,5 milhões de trabalhadores recebendo uma média de R$ 2,3 mil de remuneração extra.

Com as festas de final de ano se aproximando e as compras de natal batendo à porta, é uma grande tentação gastar toda a grana em presentes. Mas vá com calma! O 13º pode ser, na verdade, um alívio na sua vida financeira.

“O importante é pensar em como esse dinheiro pode trabalhar a favor das suas finanças, para que você comece 2019 sem esquentar a cabeça com dívidas e apertos no orçamento”, explica Fabio Macedo, diretor comercial da Easynvest.

Confira abaixo algumas dicas de como fazer o seu salário extra virar mais dinheiro:

Pague suas dívidas

Pagar no crédito pode parecer bom no momento da compra, mas é preciso ter planejamento para não se atrapalhar com as contas. A Febraban estima que o endividamento médio no cartão de crédito é em torno de R$ 2 mil.

Portanto, se você já tem uma dívida, seja no cartão de crédito ou com financiamentos, o importante é avaliar se vale a pena você pagar a dívida ou posterga-la. De acordo com Fabio, a dica de ouro é: se a taxa de juros que você está pagando na sua dívida for maior do que a taxa que você receberá de rendimento em qualquer investimento, a melhor estratégia é quitar o débito.

+ O que acontece com empresa que não pagar o 13º salário

“As dívidas são o principal inimigo do planejamento financeiro e vão contra a saúde do bolso e a possibilidade de investir. Se sobrou um dinheirinho a mais, você ainda pode negociar essa dívida para diminuir o montante”, explica.

Porém, se a taxa de carregamento da sua dívida for menor do que o rendimento do investimento, vale a pena deixar a dívida rolar e investir a grana. É o caso de parcelas sem juros no cartão de crédito, por exemplo.

Planeje-se para as dívidas do início do ano

IPTU, IPVA, matrícula da escola, seguro do carro. O começo do ano está chegando e já bate aquele calafrio só de lembrar dos boletos que virão com ele, né? A boa notícia é que a maioria dessas dívidas oferece um desconto para quem pagar à vista todas as parcelas do ano. Para saber se vale a pena, a dica é fazer as contas para entender se o desconto oferecido no pagamento à vista é maior do que o você terá de rendimento líquido em um bom investimento.

“Quando a conta fica praticamente empatada, é importante avaliar os juros do atraso de uma parcela e o quanto isso invalidará o valor inicial. Se não tiver juros, pode valer a pena parcelar, manter seu fluxo de caixa e investir em um título que renda mais do que o desconto oferecido”, explica Fabio.

Invista

Mas se você está tranquilo com as etapas anteriores e quer aproveitar a grana extra para investir, você tem muitas opções! A partir do valor médio do 13º é possível investir em diferentes ativos, desde renda fixa (como Títulos Públicos e CDB) até renda variável (como ações e fundos de investimentos).

+ Dinheiro extra: saiba como calcular e quem tem direito ao 13º salário

A primeira coisa a se avaliar é se o prazo de resgate do investimento combina com o seu planejamento financeiro. A renda fixa é a opção mais segura do mercado e traz uma certa garantia de rendimento em um determinado período.

O CDB, por exemplo, conta com taxas altas, mas só oferece resgate no prazo final. “Se você não tiver planejamento, a chance de fazer uma má escolha de investimento é altíssima. Por isso, se a intenção é investir, é fundamental se planejar”, recomenda Fabio.

Campo obrigatório