Meteorologia

  • 19 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Ex-mulher de dono da Amazon pode ser a mulher mais rica do mundo

A escritora deverá ser a mulher mais rica do mundo, superando Alice Walton, herdeira da rival Walmart, com US$ 45,2 bilhões

Ex-mulher de dono da Amazon pode ser a mulher mais rica do mundo
Notícias ao Minuto Brasil

08:19 - 17/01/19 por Estadao Conteudo

Economia Fortuna

Em breve, as listas de pessoas mais ricas do mundo podem ter uma mulher nos dez primeiros postos: a escritora Mackenzie Bezos, ex-mulher do fundador e presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos. Se o divórcio do casal, anunciado no último dia 9, seguir as regras de casamentos sem acordos pré-nupciais no Estado de Washington, onde os dois moram, Mackenzie poderá deixar a união com exatamente metade do patrimônio do casal, avaliado em US$ 139,2 bilhões, segundo a revista Forbes.

Assim, Mackenzie deverá ser a mulher mais rica do mundo, superando Alice Walton, herdeira da rival Walmart, com US$ 45,2 bilhões. Também pode ser, empatada com o ex-marido, a maior acionista individual da Amazon - a empresa está avaliada em US$ 823 bilhões.

Em recuperação judicial, Avianca corta voos internacionais

Por enquanto, a futura bilionária está em silêncio. Sua única declaração pública sobre o tema foi feita em conjunto com o ex-marido, ao anunciar a decisão. "Queremos seguir em frente como amigos, pais, parceiros em negócios e projetos", disseram os dois, via Twitter. A declaração pôs panos quentes nas preocupações do mercado, mas o resultado do divórcio só será conhecido em abril.

Parceria. Nascida Mackenzie Tuttle, em 1970, a ex-mulher de Bezos conheceu o marido em 1992. Ela havia acabado de se formar em Inglês pela Universidade Princeton, onde foi assistente de Toni Morrison, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura.

Após se formar, porém, foi recrutada pelo fundo de investimentos D.E. Shaw, em Nova York. Trabalhava a poucas mesas de Jeff Bezos. Eles se casaram meses mais tarde. Em 1994, partiram rumo a Seattle em uma viagem de 40 horas de carro. Mackenzie dirigiu - no trajeto, Jeff escreveu o plano de negócios da Amazon. Mackenzie se tornou a responsável por negociar os contratos da varejista com editoras de livros.

Com o crescimento da Amazon, Mackenzie voltou à ambição anterior: ser escritora, publicando dois romances nos anos 2000, ambos sobre relações familiares recheadas de conflitos. Além disso, ela fundou uma ONG de combate ao assédio sexual. O casal também tem quatro filhos.

A relação de Jeff Bezos com a jornalista Lauren Sánchez teria sido o pivô da separação - segundo a revista National Enquirer, Lauren foi contratada para fazer vídeos para a Blue Origin, empresa aeroespacial de Jeff.

O anúncio do divórcio, de acordo com o tabloide New York Post, ocorreu após Bezos perceber que seu adultério seria divulgado. No mundo dos negócios, porém, infidelidade não é exatamente um problema - a legislação local não considera adultério um agravante para um possível acordo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Campo obrigatório