Meteorologia

  • 18 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Guedes anima mercado e faz Bolsa bater recorde; dólar cai mais de 1%

A primeira entrevista exclusiva do ministro após a posse aconteceu em Davos, nesta quarta-feira (23)

Guedes anima mercado e faz Bolsa bater recorde; dólar cai mais de 1%
Notícias ao Minuto Brasil

19:07 - 23/01/19 por Folhapress

Economia em Davos

A entrevista concedida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no Fórum Econômico Mundial ajudou a tirar o dólar do patamar de R$ 3,80 para onde havia caminhado nos últimos pregões e levou a Bolsa brasileira a atingir nova máxima histórica.

Em entrevista à agência de notícias Bloomberg, Guedes falou que a principal meta do governo é a aprovação da reforma da Previdência, que há compromisso com a redução do déficit público e que o programa de privatizações deve arrecadar pelo menos US$ 20 bilhões (ou R$ 75,6 bilhões) neste ano.

As afirmações ecoaram junto a investidores, aplacando a decepção com o discurso de menos de 10 minutos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na véspera e de entrevistas desmarcadas em Davos, incluindo uma coletiva de imprensa nesta quarta.

Prioridade número um é a reforma da Previdência, diz Guedes

O Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas do país, saltou 1,52% e fechou a 96.558 pontos, renovando o recorde da semana passada. O volume financeiro foi de R$ 14,5 bilhões.

Foi a primeira entrevista exclusiva do ministro após a posse. Desde que assumiu o cargo, Guedes vinha apenas concedendo algumas declarações isoladas, que se perdiam em várias afirmações sobre planos do do novo governo.

A entrevista dele ajudou também o mercado a ignorar que a lista de prioridades dos primeiros cem dias do novo governo não inclui a reforma da Previdência. O documento foi apresentado no Brasil na tarde desta quarta pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que tem pouca simpatia do mercado financeiro.

No exterior, os ânimos também arrefeceram após o pânico da véspera causado pelo temor de que Estados Unidos e China não conseguiriam fechar um acordo que pudesse por fim à guerra comercial travada entre os dois países. O período de trégua se encerra em março.

As principais Bolsas mundiais fecharam em queda, e as americanas operam sem direção única.

O dólar, que operou até o começo da tarde alternando entre perdas e ganhos e chegou a bater R$ 3,81, passou a cair após a fala de Guedes. Fechou o dia em baixa de 1,07%, cotado a R$ 3,7630.

No exterior, o real foi a divisa emergente que mais se valorizou, considerada uma cesta de 24 moedas. Foi um dia positivo para os pares brasileiros, 17 moedas emergentes avançaram ante o dólar. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório