Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Quanto 'custa' a continência dos atletas militares na Rio-2016

Os atletas de alto desempenho recrutados pelas Forças Armadas se tornam sargentos temporários e recebem treinamento militar

Quanto 'custa' a continência dos atletas militares na Rio-2016
Notícias ao Minuto Brasil

12:53 - 20/08/16 por Notícias Ao Minuto

Esporte Forças Armadas

Das 16 medalhas do Brasil na Rio-2016, 12 vieram de atletas militares. Apenas Izaquias Queiroz (canoagem) e Daniele Hipólito estão fora da lista do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR), que foi inspirado em programas de potências esportivas como a China e a Alemanha.

O sucesso obtido foi honrado pelos competidores no pódio com o gesto polêmico: a continência.

O Programa foi iniciado há oito anos com o intuito de apresentar uma delegação brasileira mais competitiva na 5ª Edição dos Jogos Militares no Rio de Janeiro, em 2011, segundo informa o Diário do Nordeste. 

Para participar do programa, os atletas de alto desempenho internacional deveriam fazer concurso. Os selecionados se tornariam sargentos temporários e receberiam treinamento militar.

O PAAR abrange 26 modalidades olímpicas e 549 atletas civis se beneficiam dele.

A contrapartida é:- Remuneração de R$ 3.200- Equipamentos esportivos para a prática da modalidade- Acesso às instalações das Forças Armadas para treinamento- Acompanhamento médico, psicológico, nutricionista, dentre outros- Academia- Refeitório

Dentre os 12 atletas militares que já ganharam medalha estão Rafaela Silva, Arthur Nory, Thiago Braz e Felipe Wu.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório