Meteorologia

  • 28 MAIO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

André Rizek chora ao anunciar morte de Carlos Alberto Torres

'Capita' foi o responsável por um dos projetos de maior relevância do canal, a mesa redonda 'É Campeão', com outros capitães campeões do mundo

André Rizek chora ao anunciar morte de Carlos Alberto Torres
Notícias ao Minuto Brasil

20:45 - 25/10/16 por Notícias Ao Minuto

Esporte Emoção

A morte de Carlos Alberto Torres, na manhã desta terça-feira, foi noticiada na Sportv pelo apresentador André Rizek, do "Redação Sportv". Que não conseguiu segurar as lágrimas, principalmente por ter vivido momentos históricos para ele e para o canal no projeto "É Campeão", uma mesa redonda montada para a Copa de 2014 e composta por capitães de seleções campeãs mundiais - Lothar Matthaus (Alemanha-90), Daniel Passarela (Argentina-78), Franz Beckenbauer (Alemanha-74) e Fabio Cannavaro (Itália-2006), além do "Capita".

"Só existiu (o 'É Campeão') por causa do prestígio dele. A história do Capita no SporTV começa em 2010, e graças ao prestígio do Capita a gente trouxe o Beckenbauer, o Cannavaro, Daniel Passarela e Lothar Matthaus. Todos eles tratavam o Capita com uma grande reverência, e eles aceitaram o convite sabendo que o Carlos Alberto Torres ia capitanear esse projeto. É um dos maiores nomes da história do futebol mundial, nunca escondeu de ninguém que tinha o Botafogo no coração. Defendeu também o Fluminense e o Flamengo, jogou na Máquina Tricolor dos anos 70, um dos maiores senão o maior time da história do Fluminense. Jogou no Flamengo em final de carreira, foi zagueiro, jogou com Zico, lançou muito jogador, ensinou muita gente. Vai deixar muita saudade. E conhecendo o Capita como a gente conheceu, sei que a família tem orgulho de saber que ele trabalhou até os últimos dias da vida dele. Fez o Troca de Passes no domingo com Marcelo Barreto, fez na semana passada o Redação, e não é comum ele fazer o Redação, mas ele pediu para fazer: “Quero fazer o Redação”. E o Redação era um pouco também sobre a história dele. Jogou a Copa de 70, mas participou da preparação para os Mundiais de 66 e 74, mas só pôde jogar a Copa de 70, quando mostrou ao mundo que era um lateral revolucionário, um dos primeiros jogadores de defesa que atacavam também, essas são as características técnicas. Mas o Capita deixará muita saudade."

LEIA TAMBÉM: Morre Carlos Alberto Torres, capitão do Tri, aos 72 anos

Gol mais incrível de Carlos Alberto Torres foi na Copa de 70; relembre

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório