Depois de Neymar, Justiça espanhola pede prisão de Eto'o por sonegação

Promotoria quer pena de dez anos e meio ao camaronês

© Philipp Schmidli / Getty
Esporte bruxa solta 07:30 - 29/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Um dia depois de pedir dois anos de prisão a Neymar por crimes de corrupção e fraude, a Promotoria da Espanha acusou o camaronês Samuel Eto'o, companheiro de Ronaldinho Gaúcho no Barcelona, de sonegação fiscal e pediu dez anos e meio de cadeia ao jogador.  

PUB

+ Vitória do Grêmio e classificação da Chape levem web à loucura; memes

De acordo com o El País, o atacante teria sonegado 3,5 milhões de euros - R$ 12,5 milhões - entre 2006 e 2009.

A denúncia alega que Eto'o teria utilizado duas empresas para gerir seus rendimentos, declarando como pessoa jurídica vencimentos que deveria ter declarado como pessoa física, com alíquota de 45% à época. 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X