Sobrevivente, goleiro da Chapecoense precisou ter a perna amputada

Jackson Follmann é um dos três jogadores que não morreram após queda do avião

© Reprodução
Esporte Jackson Follmann 14:33 - 29/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Goleiro reserva da Chapecoense e um dos três jogadores que sobreviveram à queda do avião que levava a equipe a Medellín, Jackson Follmann precisou ter a perna amputada no hospital para o qual foi levado após o acidente. A informação é da SporTV.

PUB

+ Galvão diz não ter 'a menor vontade de fazer mais jogos esse ano'

Mais cedo, o pai do jogador, Paulo Follmann, disse ao G1 não saber exatamente em que estado de saúde se encontrava o filho. "Em um acidente de avião, você sabe que a chance de sobrevivência é praticamente zero. Então, ele estar entre os sobreviventes é um milagre de Deus. A gente só está numa agonia para saber o estado de saúde dele, não sabe nada por enquanto. Se sabe que ele está no hospital."

"A gente acordou com uma ligação da noiva dele, que tinha acontecido esse acidente. Na hora meu marido entrou em choque, ficou apavorado. Eu também. A gente fica sem chão, mas coração de mãe nunca se engana. Meu coração dizia que Deus estava protegendo ele, que ele estava bem", completou a mãe do atleta, Marisa.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X