Associação de Aviadores da Colômbia fala em falta de combustível

Presidente da entidade disse que dois aviões solicitaram pouso de emergência ao mesmo tempo

© Reuters
Esporte TRAGÉDIA 18:21 - 29/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Ainda não se sabe o que causou a queda do avião que levava o time da Chapecoense para a Colômbia na madrugada desta terça-feira (29). Mas para o presidente da Associação de Aviadores Civis da Colômbia, Jaime Alberto Sierra, a falta de combustível pode ter causado a tragédia.

PUB

“O que se sabe é que ele (piloto do avião da Chapecoense) pediu prioridade para aterrissar, mas havia um avião da "Viva Colombia" com pouco combustível e estava em emergência, portanto tinha prioridade em relação à emergência do avião que desapareceu. Lamentavelmente, se não sei qual a emergência, não vai ter a prioridade que necessita. Então entramos na hipótese do que aconteceu e cremos que seja problema de falta de combustível”, disse ele, segundo o Globoesporte.com, em entrevista à TV Caracol, da Colômbia.

O radar do satélite mostrou que duas aeronaves voavam bastante próximas no local onde ocorreu a queda. O avião que levava a Chapecoense deu voltas no ar esperando autorização para aterrissar, a 7 km da pista de pouso do aeroporto José María Córdova.

Leia também: Presidente da Conmebol sobre Chape campeã: ‘Vamos avaliar’

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X