Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

'Homem-forte' da Copa é banido, mas Fifa nega preocupação

Vitaly Mutko foi punido pelo COI, mas lidera comitê local russo

'Homem-forte' da Copa é banido, mas Fifa nega preocupação
Notícias ao Minuto Brasil

12:38 - 06/12/17 por Ansa

Esporte rússia 2018

Após o banimento da Rússia dos Jogos de Inverno de Pyeongchang, o Comitê Olímpico Internacional (COI) também baniu nesta terça-feira (5) o presidente da Federação Russa de Futebol, Vitaly Mutko, de estar presente em qualquer Olimpíada pelo resto de sua vida.   

+ Atacante teria dito que iria para o Real por metade do salário atual

O cartola foi afastado por causa de seu envolvimento no escândalo de doping de atletas russos no período em que era ministro do Esporte do país, entre 2012 e 2016. Na ocasião, ele chefiava um plano para garantir que os atletas pudessem se dopar sem risco de serem pegos.   

"A decisão não tem nenhum impacto na preparação para a Copa do Mundo de 2018, pois seguimos trabalhando para entregar o melhor evento possível. Neste processo, a Fifa está trabalhando em cooperação com a Wada (Agência Mundial Antidoping, na sigla em inglês)", disse a Fifa em nota.   

A entidade máxima do futebol também informou que todos os jogadores das 32 seleções da Copa do Mundo vão ter que passar por exames antidoping, assim como aconteceu na Copa das Conferações.    Homem de confiança do presidente russo, Vladimir Putin, Mutko, de 58 anos, é o homem mais poderoso do esporte russo. Além de ser presidente da entidade que rege o futebol do país, o cartola é chefe do comitê organizador local da Copa do Mundo e vice-primeiro-ministro da Rússia.(ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório