Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

GSP dispara contra Dana White: 'Não me controla'

Canadense afirma que volta ao MMA depende da evolução de seu tratamento

GSP dispara contra Dana White: 'Não me controla'
Notícias ao Minuto Brasil

22:30 - 06/03/18 por Notícias Ao Minuto

Esporte MMA

Em entrevista ao programa "The MMA Hour", o ex-campeão Georges St-Pierre falou sobre sua atual condição de saúde e a possibilidade de voltar a lutar. Ele revelou que o estresse, aliado ao processo de ganho de peso para que pudesse lutar entre os médios, até 84 kg, tiveram como consequência uma doença inflamatória crônica no intestino grosso que ocasiona úlceras. Ainda em tratamento, garante estar bem.

"Estou muito melhor. Estou ainda tomando remédios, mas comecei a fazer jejum alternado e isso me ajudou muito. Muitos dos meus sintomas desapareceram e me sinto muito melhor, no entanto, perdi muito peso, mas estou muito melhor", garantiu.

+ Santistas suspeitos de matar corintiano permanecem presos

Questionado sobre as críticas que recebeu de Dana White quanto ao modo como negociou sua última luta, contra Michael Bisping, no ano passado, o canadense falou grosso. "Se eu tivesse perdido (para Bisping), teria perdido muita coisa. Foi um risco. Assumi o risco. E Dana talvez não esteja feliz por isso, porque ele não me controla. Talvez ele esteja acostumado a lidar com pessoas que ele controla, mas ele não me controla. Eu não dependo da luta. Não preciso do UFC para viver. Estive lá, fiz isso, mas não dependo de lutar. Tenho outras coisas que não têm nada a ver com o UFC, e não preciso lutar pelo resto da minha vida se não quiser."

Sobre voltar a lutar, GSP explicou que tudo depende da evolução de seu tratamento. "Ainda estou com medicação, então não posso lutar agora. Se voltar a lutar com o estresse e tudo, provavelmente voltarei (a ter a doença). Então, preciso aguardar um pouco, ver como isso ficará. Preciso estar estável por um longo tempo. Não fechei a porta (sobre voltar a lutar). Também vou ter que pensar sobre o peso (que volto), em 84kg, 77kg ou 70kg. Ganhei o título em 77kg muitas vezes. Não significa que não posso voltar e tentar disputar o cinturão, mas agora que estou no final da carreira, se fizer algo precisa ser algo que me motive, algo que seja uma situação em que ganhe ou ganhe."

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório